Assine Já
domingo, 20 de setembro de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
tubarão

Suspeita de tubarão na Praia Grande ainda rende polêmica em Arraial

Surfistas e autoridades não se entendem sobre qual animal foi avistado no sábado

06 setembro 2017 - 11h20Por Redação I Foto: Reprodução
Suspeita de tubarão na Praia Grande ainda rende polêmica em Arraial

A suspeita da presença de um tubarão nas águas da Praia Grande, em Arraial do Cabo, no último sábado, continua rendendo muitos comentários e várias teorias. No mesmo dia, a Defesa Civil tentou afastar a possibilidade do grande predador dos mares ter assustado um grupo de surfistas no canto esquerdo da praia, mas a informação de que tratava-se apenas de um peixe-lua não convenceu a todos.

Autor de um vídeo que viralizou nas redes sociais no qual surfistas saíam rapidamente do mar por causa da suposto perigo de ataque, Wudson Corrêa disse estar certo que a nadadeira avistada era realmente a de um tubarão. Ele colocou em xeque a credibilidade das informações da Defesa Civil.

– Sou surfista, filho de pescador. A gente conhece o que é e o que não é. É mais que normal se deparar (com tubarões). Estranho seria ele andar de skate no calçadão. A Defesa Civil deu o veredito que mandaram ela dar. Ela não é capacitada para falar sobre esse tema – disse Wudson, alegando que um amigo bombeiro disse ter visto ‘o animal vir para cima’.

O comandante do 18º GBM, tenente-coronel Cássio Capelli, confirmou ter recebido o alerta de risco da presença do tubarão naquele dia. Segundo ele, o procedimento padrão nesses casos é orientar a saída dos banhistas da água, o que foi feito.

– Do ponto de vista do guarda-vidas, uma das linhas de ação é a da prevenção. Chegamos à conclusão que, com a suspeita de presença de uma espécie que ofereça riscos, a gente acione essa ação de prevenção. Mas existe o livre-arbítrio da pessoa querer permanecer na água – explica.

Barbatana semelhante – Chefe do grupamento marítimo da Defesa Civil, Alex Vicente reiterou a tese de que o animal avistado no sábado era um peixe-lua. Segundo Vicente, a semelhança da nadadeira dorsal entre as duas espécies causou a confusão, apesar da diferença de comportamento entre elas.

– O peixe-lua ficou parado por um tempo, não é um peixe de alta velocidade. Totalmente diferente do tubarão que é um animal de velocidade. Um tubarão jamais deixaria um surfista chegar tão próximo sem atacar – afirmou, admitindo não ter visto o animal e sim ouvido relatos de testemunhas.

Uma delas é o surfista Ramon Barizon, que foi categórico em dizer que o animal em questão era um peixe-lua. Ele afirma ter ficado muito próximo ao bicho, mas que saiu do mar apenas por precaução.

– Falei que era um peixe-lua, mas o pessoal ficou apavorado. Depois ficaram gritando ‘sai, sai, sai’. Acabei saindo porque eles poderiam ter alguma informação que eu não tinha. Mas saí calmamente, sem pânico. Conheço tubarões. Já vi alguns na região de Monte Alto e Figueira e inclusive na Praia Grande – relata.

O biólogo Luiz Teixeira não descarta qualquer possibilidade, mas observa que a região se caracteriza pela grande quantidade de cações, espécie de tubarão de menor porte. 

– É uma região que atrai muitos peixes por causa do fenômeno da Ressurgência. Tubarões aparecem com mais frequência em Búzios, mas é possível que algum indivíduo estivesse de passagem por ali. Peixes-lua são mais corriqueiros – avalia.