Assine Já
sexta, 14 de agosto de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
17ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 5213 Óbitos: 304
Confirmados Óbitos
Araruama 846 62
Armação dos Búzios 384 9
Arraial do Cabo 132 12
Cabo Frio 1721 100
Iguaba Grande 420 26
São Pedro da Aldeia 796 44
Saquarema 914 51
Últimas notícias sobre a COVID-19
Doação

Em ação de solidariedade, Lara consegue doações e a chance de um lar

Além de fraldas e leite, Lara pode conseguir ambiente seguro

22 agosto 2015 - 09h00

NICIA CARVALHO

 

“Eu não imaginava que pode­riam existir pessoas tão boas no mundo. Recebi muitas ligações de pessoas querendo ajudar de­pois que viram a matéria com a Lara, que doaram fraldas e leite para a minha sobrinha. Eu estou muito feliz e o meu marido ain­da não está acreditando. Graças a Deus será possível um ambiente seguro para ela.”

Foi com voz embargada, que Fernanda Rosa dos Santos, 32, tia da menina Lara Vitória dos Santos, de um ano e três meses, relatou a emoção que veio com os telefonemas de ajuda que re­cebeu. Tanto pessoas quanto em­presas da região e até mesmo do Rio de Janeiro se prontificaram a colaborar com a construção de ao menos um quarto para a menina, que foi diagnosticada com ence­falopatia, um tipo de alteração patológica no cérebro, depois que caiu em uma cisterna, em São Pe­dro da Aldeia, em abril deste ano.

Atualmente ela está internada no Hospital Municipal da Crian­ça, em Cabo Frio, mas está pres­tes a receber alta. Além de inú­meros pacotes de fralda e latas de leite especial, Fernanda contou que depois da matéria publica­da na edição de ontem da Folha pelo menos três empresas, sendo uma de Arraial do Cabo e uma de Cabo Frio, além de uma ONG do Rio de Janeiro, mostraram in­teresse em ajudar no término da casa que ela e o marido estão er­guendo em São Jacinto. O casal tem ainda dois filhos, de 15 e oito anos. Por recomendação médica, o ambiente precisa ser o mais se­guro e estéril para receber Lara Vitória, que respira por meio de traqueostomia e recebe alimentos através de uma sonda.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa deste final de semana