Assine Já
sábado, 23 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
20ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21896 Óbitos: 720
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 2221 110
Últimas notícias sobre a COVID-19
15 EMENDAS

Sindicatos propõem mudanças em projeto que reestrutura Ibascaf

Servidores cobram volta da eleição direta para presidente e congelamento da contribuição em 11%, entre outras pautas

13 julho 2020 - 21h47Por Redação

Os sindicatos e associações de funcionários públicos municipais propõem diversas alterações no projeto de lei complementar do Poder Executivo que reestrutura o Instituto de Benefícios e Assistência aos Servidores de Cabo Frio (Ibascaf). As propostas de mudanças foram levantadas durante uma assembleia unificada on-line realizada no último sábado (11) e serão apresentadas, na forma de emendas propostas pelo vereador Rafael Peçanha (Cidadania). A matéria está parada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) desde o começo do mês passado e os sindicalistas estão na expectativa que possa entrar em pauta nesta terça-feira (14), a última antes do recesso parlamentar de 15 dias. 

Entre as principais modificações ao projeto proposto pelo governo para adequar o Ibascaf às regras da Reforma da Previdência estão a volta da eleição direta para o cargo de presidente, como ocorreu no início da gestão do prefeito Adriano Moreno (DEM); a inclusão de mecanismos de transparência das informações do instituto; o aumento da participação dos sindicatos no Conselho de Administração; e o congelamento da contribuição previdenciária nos atuais 11% em vez do reajuste para 14%, conforme está proposto no projeto.

De acordo com o diretor do Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe Lagos), Augusto Rosa, o principal objetivo das propostas é aumentar a transparência na gestão do instituto.

– À exceção da administração passada, em que o sindicatos e entidades indicaram o presidente em assembleia (o ex-presidente José Renato Almeida) e, à época, o prefeito respeitou e nomeou a diretor indicado, fora nesse período, não tivemos nenhuma presidência que se contrapusesse ao prefeito que não repassa  recursos, que fazia apropriação indébita tanto do dinheiro dos aposentados como do Pasmed. É fundamental que esses gestores sejam independentes e isso só aconteceu uma vez. E foi a única fez que tivemos auditoria e soubemos quanto foi desviado e em que governo desviou. Então tem que haver independência do instituto – argumentou Rosa.

O vereador Rafael Peçanha confirmou que apresentará as propostas de alteração pedidas pelos servidores.

– Sim, já estamos preparando, serão em torno de 15 emendas de acordo com as reivindicações da categoria – disse.

Até o fechamento desta matéria, a Câmara Municipal de Cabo Frio não divulgou a pauta da sessão desta terça-feira (14).

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.