Assine Já
sábado, 08 de maio de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
20ºmin
http://www.alerj.rj.gov.br/
http://www.alerj.rj.gov.br/
TEMPO REAL Confirmados: 37344 Óbitos: 1418
Confirmados Óbitos
Araruama 9540 293
Armação dos Búzios 4603 57
Arraial do Cabo 1313 69
Cabo Frio 9865 521
Iguaba Grande 3733 92
São Pedro da Aldeia 5088 214
Saquarema 3202 172
Últimas notícias sobre a COVID-19
DURANTE A PANDEMIA

Sindicaf propõe ação na Justiça para suspender desconto de prestações de crédito consignado

De outro lado, entidade de servidores ainda tenta acordo com Prefeitura de Cabo Frio e instituição bancária

04 junho 2020 - 16h04Por Rodrigo Branco

O Sindicato dos Servidores Municipais de Cabo Frio (Sindicaf) anunciou na noite desta quarta-feira (3) que pretende entrar com uma ação civil pública na Justiça para suspender o desconto em folha de pagamento das parcelas de operações de crédito consignado, até o fim da pandemia da Covid-19.

Para isso, a entidade convocou servidores ativos e aposentados que estejam interessados em fazer parte da ação a comparecer à sede até a sexta-feira da próxima semana (12), das 10h às 14h, com RG, CPF, os três últimos contracheques e comprovante de residência atualizado. Os servidores interessados deverão estar de máscaras, caso contrário, não serão atendidos, de acordo com o Sindicaf.

A proposta de ação judicial, no entanto, é somente uma das alternativas do sindicato para interromper os descontos em folha durante o período de pandemia.

– Estamos trabalhando vem duas frentes. Uma, administrativa, tentando um acordão entre prefeitura, autarquias, banco e sindicato. Outra judicial por adesão de interessados. O que se der primeiro vai ser o caminho a trilhar – explicou o diretor de Comunicação do Sindicaf, Olney Vianna.

Projeto de lei sobre o assunto tramita na Câmara

Enquanto o sindicato se mobiliza para suspender temporariamente o repasse das parcelas ao banco onde os servidores municipais mantêm suas contas, um projeto de lei com o mesmo objetivo tramita na Câmara Municipal, em análise na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Pela matéria, de autoria da vereadora Letícia Jotta (Pros), os valores descontados dos servidores ativos e inativos, aposentados e pensionistas de Cabo Frio e não repassados as instituições financeiras credoras, serão estornados a estes ainda no mês em que houver o desconto referido. O projeto prevê a suspensão dos repasses até dezembro deste ano.

“Servidores públicos aposentados e pensionistas, ativos e inativos, ainda que não tenham seus vencimentos e seus benefícios reduzidos, algo que se aspira, mas que, não se pode garantir, poderão sofrer com a inexorável queda na renda dos integrantes de seu núcleo familiar, em função do desemprego ou da redução das oportunidades de emprego para os mais jovens. A segurança familiar deve ser priorizada nesse momento de incerteza”, diz a justificativa do projeto.

A reportagem entrou em contato com o banco Santander, responsável pelas contas do funcionalismo de Cabo Frio, e com a Prefeitura, e aguarda uma resposta.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.