Assine Já
quarta, 30 de setembro de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8402 Óbitos: 437
Confirmados Óbitos
Araruama 1657 103
Armação dos Búzios 500 10
Arraial do Cabo 252 15
Cabo Frio 2765 149
Iguaba Grande 695 37
São Pedro da Aldeia 1353 54
Saquarema 1180 69
Últimas notícias sobre a COVID-19
simulado

Simulado de prevenção marca Dia Estadual de Redução de Riscos de Desastres 

Em Cabo Frio, cinco prédios foram utilizados para realizar o treinamento

28 novembro 2014 - 16h14Por Rosana Rodrigues
Simulado de prevenção marca Dia Estadual de Redução de Riscos de Desastres 

Um simulado de desocupação em cinco prédios de Cabo Frio marcou nesta sexta-feira (29) o Dia Estadual de Redução de Riscos de Desastres, comemorado pelo terceiro ano consecutivo no estado. Coordenada pela Secretaria de Estado de Defesa Civil, o objetivo do treinamento coletivo, que mobilizou bombeiros do 18º Grupamento de Bombeiro Militar (Cabo Frio), é conscientizar a população sobre a necessidade de criar uma cultura de prevenção a desastres, familiarizando as pessoas com os perigos do cotidiano e orientando sobre como agir em caso de acidentes. Em Cabo Frio, cinco prédios de diferentes públicos e com grande circulação de pessoas foram utilizados para realizar a simulação de evacuação: Apart Hotel Manday, Secretaria de Educação, Colégio Alexis Novellino, Universidade Veiga de Almeida (UVA) e Cervejaria Itaipava.

O comandante do 18º BPM, tenente-coronel Leonardo Couri, que esteve presente em todos os simulados, explicou a importância de a população e o público em geral, conhecer, por exemplo, como funciona o dispositivo de emergência e saber o local onde fica instalado o detector.  

- O exercício é executado como se fosse um evento real. É fundamental conhecer os locais de escape. Aqui na Secretaria Municipal de Educação existem quatro pavimentos e para cada um há um líder treinado para a liberação e o escape de cada pavimento. A proposta é manter a disciplina consciente da prevenção em cada área, pois o que mata é o pânico, que gera o acidente. A maior aliada nesta hora é manter a calma e seguir o que os bombeiros dizem   – observou o comandante.

Durante a simulação, foram checadas ainda, junto ao público, as escadas de emergência, além de verificar os extintores, os mapas de fuga, a iluminação e a sinalização de emergência dos.

No trânsito da cidade também houve o trabalho de conscientização. No semáforo do cruzamento das Avenidas Central e Joaquim Nogueira, entre os bairros Praia do Siqueira e São Cristóvão, os bombeiros distribuíram panfletos aos motoristas para lembrar a importância de reduzir os riscos de acidentes. No informativo, entre as orientações listadas, estava o alerta para os condutores não consumir bebida alcoólica, já que 70% dos casos de acidentes com mortes são provocados pela ingestão do álcool mesmo sem o condutor aparentar embriaguez.