Assine Já
domingo, 20 de setembro de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Prefeitura

Servidores municipais vão fazer ato na Prefeitura na segunda (5)

Assembleia decidiu que funcionários também paralisarão serviços por 24 horas

01 junho 2017 - 11h39Por Redação | Divulgação
Servidores municipais vão fazer ato na Prefeitura na segunda (5)

Servidores municipais da Saúde e fiscais se manifestarão em frente à Prefeitura de Cabo Frio para cobrar pagamentos atrasados de parte dos salários. A paralisação geral de 24 horas tem ato na próxima segunda-feira, a partir das 9h. O protesto é organizado pelo Sindicato dos Servidores Municipais da Saúde (SindSaúde), pelo Sindicato dos Servidores de Cabo Frio (Sindicaf) e pela Associação dos Fiscais Municipais de Cabo Frio (AFM).

A decisão pela paralisação foi decidida em assembleia no último dia 29, no Colégio São Cristóvão, no bairro de mesmo nome. Os manifestantes pedem pagamento de 50% dos salários de outubro e novembro do ano passado. Outra exigência é a criação de uma comissão para avaliar pedidos de insalubridade e adicional noturno.

Os servidores também pedem audiência com o prefeito Marquinho Mendes (PMDB) e outros representantes do Governo Municipal para apresentar as reivindicações.

Em nota, a Prefeitura informa que “vem priorizando o pagamento em dia dos salários dos servidores e dos salários atrasados pela gestão anterior, além da manutenção dos serviços essenciais, de acordo com os recursos arrecadados pelo município. Lembra ainda que a troca de governo ocorreu com 4 folhas de pagamento em atraso e o funcionalismo em greve há 7 meses - foi a maior greve da história do funcionalismo municipal, segundo o sindicato dos servidores. Uma comissão formada pelos servidores está acompanhando a gestão transparente dos recursos e a destinação correta das verbas disponíveis”.