Assine Já
segunda, 13 de julho de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Suspeitos: 344 Confirmados: 3388 Óbitos: 196
Suspeitos: 344 Confirmados: 3388 Óbitos: 196
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 274 658 42
Armação dos Búzios X 272 7
Arraial do Cabo 16 84 11
Cabo Frio X 1037 64
Iguaba Grande 12 241 20
São Pedro da Aldeia 10 530 19
Saquarema 32 566 33
Últimas notícias sobre a COVID-19
reajuste. salarial

Servidores municipais de Búzios recebem 7.68% de reajuste salarial 

Aumento será retroativo à data-base da categoria, que é fixada em março

15 maio 2015 - 19h35

Em reunião com representantes dos servidores municipais de Búzios, o prefeito André Granado garantiu à classe a efetivação da Revisão Geral Anual com o pagamento do reajuste salarial. Os funcionários concursados receberão o reajuste salarial de 7.68%, retroativo à data-base, fixada em 15 de março.

 Ao destcar o momento de crise e a dificuldade em cumprir a lei 332/2002, que fixou a data-base, o prefeito esclareceu que com a queda dos royalties em torno de 40%, será inevitável a demissão de funcionários.

 - Com a queda dos royalties, cai todo o nosso orçamento e consequentemente o cálculo do limite prudencial para contratação de pessoal, que é de 51,3% de tudo o que arrecadamos. Estamos entrando num túnel escuro e eu não sei a extensão deste túnel. Não sabemos o quanto esta crise irá durar e inevitavelmente teremos que demitir, ou estaremos burlando a Lei de Responsabilidade Fiscal que estima o índice máximo de 54% do orçamento para gasto com folha de pagamento – explicou o prefeito.

 O prefeito aproveitou para conversar com o grupo sobre a forma imatura com que o Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos de Armação dos Búzios (Asfab) conduziu a negociação salarial.

 - Estou desde março tentando me reunir com a entidade para tratarmos deste reajuste, mas não obtive resposta. Em vez de conversar, a Asfab publicou um jornal totalmente político, que não demonstra nenhuma vontade em dialogar com a prefeitura, mas somente criticar. A imaturidade da entidade custa caro para o trabalhador, que é quem perde com esses atrasos – acrescentou.

 Com o reajuste dos servidores, a folha de pagamento que hoje custa R$ 6 milhões e 200 mil por mês, aumentará em R$ 476 mil.