Assine Já
domingo, 27 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
protesto

Servidores de Cabo Frio vão pressionar Judiciário

Manifestantes irão ao fórum na tarde desta quinta (15) para cobrar punições ao atual prefeito

15 dezembro 2016 - 00h52Por Gabriel Tinoco | foto: Arquivo Folha
Servidores de Cabo Frio vão pressionar Judiciário

 Os servidores da Edu­cação e da Saúde unem forças para sensibilizar o Judiciário a priorizar o pa­gamento dos salários atra­sados em Cabo Frio. Eles se reúnem na porta do Fó­rum, no Braga, para pres­sionar pelos cumprimen­tos das decisões judiciais e por mais transparência no Governo Municipal.

O ato está marcado para a hora da posse dos vere­adores e do prefeito eleito da cidade.

A diretora do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe La­gos), Denise Teixeira, está preocupada com o destino do dinheiro público arres­tado para pagamento dos servidores.

– Estamos recebendo através de arrestos judiciais, mas não há prestação de contas. Dos R$ 6 milhões arrestados, apenas quatro foram utilizados para o pa­gamento. Isso porque a Pre­feitura não enviou a folha nominal dos funcionários. Portanto, temos grandes suspeitas que há dinheiro na conta que não está sendo pago. Se descumpro uma ordem judicial, vou presa. O que se vê no município, no entanto, não é isso. Ele (Alair) vem descumprindo ordens e não há uma pe­nalidade. Por isso, esse ato contra a morosidade do Ju­diciário – explica.

Após o piquenique na porta do apartamento de Alair Corrêa (PP), as cate­gorias se mobilizam para a segunda manifestação da série ‘bota fora’, que co­memora a saída do prefeito de Cabo Frio, no próximo dia 20, pela manhã, com uma lavagem nos princi­pais prédios públicos da cidade.

– Vamos lavar a escada da prefeitura e a porta da câmara para botar tudo que diz respeito a esse governo para fora. Ninguém aguen­ta mais.

Na Saúde, a situação não é nada diferente. O salário referente ao mês de setembro da maioria dos servidores ainda não foi depositado. De acordo com o presidente do Sind­saúde, Gelcimar Almeida, o Mazinho, em torno de uma dezena de funcioná­rios ainda não receberam o pagamento de agosto.