Assine Já
terça, 27 de julho de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 46056 Óbitos: 1864
Confirmados Óbitos
Araruama 11325 353
Armação dos Búzios 5456 57
Arraial do Cabo 1564 87
Cabo Frio 12562 754
Iguaba Grande 4756 114
São Pedro da Aldeia 6144 273
Saquarema 4249 226
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Servidores de Cabo Frio fazem sopão em protesto na Prefeitura

Manifestantes fazem ato em resposta a atrasos salariais

26 junho 2019 - 08h18
Servidores de Cabo Frio fazem sopão em protesto na Prefeitura

Servidores públicos de Cabo Frio fizeram um protesto ontem na Prefeitura com a distribuição de um sopão. O objetivo era chamar atenção para as dificuldades enfrentadas pelos funcionários públicos que ainda não receberam o salário de maio.

Representantes dos sindicatos dos Servidores e da Saúde estiveram presentes. Além do atraso no salário do mês, eles reivindicam o cumprimento de acordos feitos para o pagamento de dívidas anteriores.

“Não tem sido pago o 1/3 das férias e a insalubridade como deve ser paga, que antes era de 20% e hoje é de 10%. Havia um compromisso do governo de regularização e até o presente momento não foi cumprido.”, explicou o presidente do SindSaúde, Gelcimar Almeida.

Entre os acordos feitos entre o governo e o funcionalismo estão ainda o descongelamento dos triênios, que permanecem congelados desde o ano de 2015.

A Prefeitura de Cabo Frio informou por meio de nota que o prefeito recebeu os representantes dos sindicatos em seu gabinete, ontem. Disse ainda que a reunião terminou por volta das 15h e ficou acordado um novo encontro em julho, ainda sem data definida. Ainda na nota, garantiu que o prefeito ouviu todas as revindicações e prometeu apresentar soluções. Ainda ontem a prefeitura informou ter finalizado o pagamento dos salários de maio do funcionalismo.

Ação na Justiça – Neste mês, o Sindicato dos Servidores de Cabo Frio (Sindicaf) protocolou uma representação no Ministério Público pedindo a condenação do prefeito de Cabo Frio, Adriano Moreno, por descumprimento da lei em virtude do atraso dos salários dos funcionários públicos. A representação também é assinada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Saúde e pela Associação dos Fiscais Municipais.

Na ação, os denunciantes alegam que há reiterado descumprimento da legislação sobre pagamento de salários prevista tando na Constituição Federal como na Lei Orgânica do Município.

O documento protocolado no MP contém, em anexo, o calendário de pagamento do salário de maio divulgado pela própria Prefeitura, que prevê o escalonamento dos proventos por diversas categorias, sendo que os últimos só devem receber no próximo dia 26 de junho.

“Frisa-se que trata-se de uma manobra do Sr. Prefeito já que jogou a informação no 05º dia útil do mês, para evitar assim qualquer ação por parte dos servidores em pleitearem o pagamento dos seus salários no prazo determinado por lei”, diz a petição elaborada pelo advogado do Sindicaf, José Augusto Queiroz.

Entre as alegações para pedir a condenação e o afastamento do prefeito, a petição indica que o chefe do Executivo municipal teria condições de informar previamente aos servidores em caso de dificuldades em relação à entrada de dinheiro nos cofres públicos.

“Nota-se que causa estranheza o Sr. Prefeito no 5º dia útil do mês, data limite em que deveria pagar os salários de todos os servidores, informar que não tem condições e criar um escalonamento de pagamento. Ora, Sr. Promotor de Justiça, como todos nós sabemos os pagamentos pertencentes ao Município de Cabo Frio, como em outros Municípios, são sempre programados e agendados através de uma programação de recebimento e pagamento, motivo pelo qual o Sr. Prefeito já teria esta informação de falta de verba para pagamento dos salários há meses atrás. Destaca-se então que o fato de esperar no último dia para pagamento para dar a informação do escalonamento do salário, nada mais foi do que uma manobra pra evitar ações judiciais para que os salários fossem pagos na data legal”, argumenta a defesa do Sindicato.

O documento também se refere às dívidas anteriores ao período da atual gestão. Para os sindicatos, “o Sr. Prefeito está pagando as dívidas municipais como bem entende, passando assim por cima da Constituição Federal, a Constituição do Estado do Rio de Janeiro e a Lei Orgânica Municipal”.

“Nota-se (pelo calendário de escalonamento dos pagamentos) que trata-se de um atraso de praticamente toda a categoria, ou seja, onde está o dinheiro do Município de Cabo Frio no início do mês?”, questiona ainda.

Por fim, as entidades de classe pedem a instauração de inquérito civil para apuração das supostas irregularidades.

“Com o descumprimento dos incisos acima mencionados o representante do executivo municipal de Cabo Frio, está cometendo crimes de responsabilidade, motivo pelo qual os denunciantes vêm requerer que o Ministério Público venha a receber a denúncia e tome as providências necessárias”, solicita o documento.
A Prefeitura de Cabo Frio foi procurada pela reportagem mas não se manifestou sobre a representação.