Assine Já
terça, 27 de julho de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 46056 Óbitos: 1864
Confirmados Óbitos
Araruama 11325 353
Armação dos Búzios 5456 57
Arraial do Cabo 1564 87
Cabo Frio 12562 754
Iguaba Grande 4756 114
São Pedro da Aldeia 6144 273
Saquarema 4249 226
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Servidores da Saúde de Cabo Frio fazem ato em protesto por morte da funcionária Lucia Maria

Manifestação reuniu profissionais em frente à secretaria; servidora de 63 anos não foi liberada de suas funções

08 junho 2020 - 13h05Por Redação
Servidores da Saúde de Cabo Frio fazem ato em protesto por morte da funcionária Lucia Maria

Servidores da Saúde de Cabo Frio fizeram, na manhã desta segunda-feira (8), um ato em protesto pela morte da servidora Lucia Maria da Conceição, de 63 anos. Ela faleceu na última sexta (5) de coronavírus. Lucia Paraíba, como era carinhosamente chamada pelos amigos, foi internada na UTI do Hospital Unilagos após não ser liberada de suas funções na secretaria. A pasta tem oferecido rigidez para liberar os funcionários que fazem parte do grupo de risco. A manifestação começou em frente ao Hospital São José Operário, em São Cristóvão, e seguiu até a secretaria de Saúde.

– É muito triste. É um sentimento de revolta. Quem vai se responsabilizar pela mote da Lucia? Os servidores estão com medo. Muitos se contaminaram. Tiveram seu afastamento por atestado. Cadê os testes rápidos? Cadê as condições de trabalho? – questionou Daiana Olegário, secretária-geral do Sindicato dos Servidores de Cabo Frio (Sindicaf). Os servidores também protestam contra o fracionamento e o atraso dos salários.

Os funcionários da pasta ainda não haviam recebido até a manhã desta segunda (8). A prefeitura prometeu divulgar o calendário de pagamento esta semana.

Ver essa foto no Instagram

'QUEM VAI SE RESPONSABILIZAR PELA MORTE DA LUCIA?' | Servidores da Saúde de Cabo Frio fizeram, na manhã desta segunda-feira (8), um ato em protesto pela morte da servidora Lucia Maria da Conceição, de 63 anos. Ela faleceu na última sexta (5) de coronavírus. Lucia Paraíba, como era carinhosamente chamada pelos amigos, foi internada na UTI do Hospital Unilagos após não ser liberada de suas funções na secretaria. A pasta tem oferecido rigidez para liberar os funcionários que fazem parte do grupo de risco. A manifestação começou em frente ao Hospital São José Operário, em Sâo Cristóvão, e seguiu até a secretaria de Saúde. – É muito triste. É um sentimento de revolta. Quem vai se responsabilizar pela mote da Lucia? Os servidores estão com medo. Muitos se contaminaram. Tiveram seu afastamento por atestado. Cadê os testes rápidos? Cadê as condições de trabalho? – questionou Daiana Olegário, secretária-geral do Sindicato dos Servidores de Cabo Frio (Sindicaf). Os servidores também protestam contra o fracionamento e o atraso dos salários. Os funcionários da pasta ainda não haviam recebido até a manhã desta segunda (8). A prefeitura prometeu divulgar o calendário de pagamento esta semana. Leia matéria completa no site da Folha. Link na bio.

Uma publicação compartilhada por Folha dos Lagos (@folhadoslagos) em

Para Daiane Olegário, a reabertura gradual do comércio também é "um agravante" à situação atual.

– Se não tem leito suficiente com comércio fechado, quem dirá com comércio aberto. Quantas pessoas vão precisar morrer para haver o investimentos adequado dentro na Saúde?

Na reportagem que noticiou a internação de Lucia Maria, a secrataria de Saúde afirmou que a enfermeira "não foi dispensada do trabalho, mesmo com idade acima dos 60 anos, por determinação de uma circular interna, emitida pelo gabinete do prefeito Adriano Moreno em 17 de março, que exige a presença dos profissionais de Saúde em seus postos de trabalho, por realizarem serviços essenciais".

A pasta afirmou ainda que a funcionária não passou por qualquer perícia médica, nem fez pedido nesse sentido. A secretaria também informou que Lucia Maria apresentou sintomas de gripe e, por isso, foi dispensada do trabalho por sete dias, a partir do último dia 14. De acordo com a pasta, o agravamento dos sintomas e o diagnóstico positivo de Covid-19 ocorreram no período de licença médica, que terminaria no último dia 21.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.