Assine Já
sábado, 15 de maio de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
16ºmin
Alerj
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 38271 Óbitos: 1463
Confirmados Óbitos
Araruama 9632 300
Armação dos Búzios 4705 57
Arraial do Cabo 1332 69
Cabo Frio 10222 542
Iguaba Grande 3800 93
São Pedro da Aldeia 5306 227
Saquarema 3274 175
Últimas notícias sobre a COVID-19
R$ 15 MILHÕES DE FUNDEB

Servidores da Educação de Cabo Frio cobram pagamento do salário de dezembro

Categoria apresentará pauta de reivindicações ao secretário Flávio Guimarães nesta segunda-feira (11)

09 janeiro 2021 - 18h17Por Redação

O voto de confiança dos servidores da Educação de Cabo Frio com relação ao novo governo transformou-se em cobrança. Passado o quinto dia útil sem o pagamento dos salários de dezembro, a categoria tratou de demonstrar publicamente a insatisfação. 

Em assembleia virtual realizada nesta sexta-feira (8), cerca de 200 professores e profissionais de ensino elaboraram uma extensa pauta de reivindicações para apresentar ao secretário de Educação, Flávio Guimarães, nesta segunda-feira (11).

Os educadores resolveram elevar o tom após declarações públicas do prefeito José Bonifácio (PDT) de que não toleraria manifestações na Ponte Feliciano Sodré. Além disso, a falta de cadeira no Gabinete de Soluções contra Covid, instituído pelo prefeito, pegou mal junto à categoria. Por fim, os servidores alegam que há R$ 15 milhões em caixa relativos ao Fundo da Educação Básica (Fundeb), valor suficiente para honrar a folha salarial sem atraso.

Além da questão salarial, os educadores pretendem cobrar do secretário a reintegração dos funcionários contratados que foram dispensados no começo da pandemia; a realização do concurso público no próximo mês de março; e a convocação dos aprovados do concurso de 2009, entre outros pontos.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura para saber o motivo da falta de pagamento, apesar de haver dinheiro em caixa, mas ainda não obteve resposta.

E caso ela não venha de forma convincente depois da reunião da próxima segunda, a breve trégua dos educadores tem tudo para se tornar numa panela de pressão com menos de um mês de governo.

 

 

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.