Assine Já
domingo, 11 de abril de 2021
Região dos Lagos
30ºmax
19ºmin
Tropical
Alerj REC
TEMPO REAL Confirmados: 32434 Óbitos: 1183
Confirmados Óbitos
Araruama 8059 252
Armação dos Búzios 4018 49
Arraial do Cabo 1143 56
Cabo Frio 8778 419
Iguaba Grande 3162 76
São Pedro da Aldeia 4462 178
Saquarema 2812 153
Últimas notícias sobre a COVID-19
EDUCAÇÃO

Sepe Lagos chama secretário de 'capitão do mato' em postagem crítica a descontos de greve

Alguns seguidores apontaram racismo na comparação feita ao secretário Flávio Guimarães, que é negro

29 março 2021 - 17h43Por Redação

Uma postagem do Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe Lagos) comparando o secretário de Educação de Cabo Frio, Flávio Guimarães, que é negro, a um 'capitão do mato' causou discussão nas redes sociais na tarde desta segunda-feira (29). Alguns seguidores apontaram racismo na associação do secretário à figura histórica do capataz de fazenda que perseguia e açoitava os negros fugitivos no período da escravidão.

A crítica ao secretário ocorreu porque a pasta descontou do pagamento de março os dias de quem aderiu à greve da categoria, que decretou a paralisação como forma de protesto pela obrigatoriedade de trabalho presencial nas escolas em meio à pandemia de Covid-19. O sindicato acusa o secretário de não querer debater as reivindicações sanitárias dos professores e funcionários, que alegam falta de condições de trabalho e de equipamentos de proteção individual. Ainda assim, a comparação foi considerada preconceituosa em alguns comentários da postagem.

"Venho em nome dos mais de 500 alunos do CM Rui Barbosa, onde os represento como Presidente do Grêmio Estudantil Livre Edson Luis, para dizer que é completamente repudiável e absurda a comparação que o sindicato faz. Por favor, se retratem. Esta não é a postura do sindicato que tanto luta e nos representa em toda à Região dos Lagos", postou o estudante Edmilson Junior, entre outras mensagens pedindo ao sindicato que fizesse uma .retratação. 

Em uma segunda postagem, em que reproduz um contracheque de um servidor com mais de R$ 3 mil em descontos, o Sepe Lagos reafirmou a expressão e se posicionou sobre a polêmica.

"Por que 'capitão do mato? Porque em plena pandemia e mesmo diante da infecção e morte de trabalhadores da Educação, essa é a 'democracia' e 'respeito' com que o secretário de Educação de Cabo Frio, Flávio Guimarães, trata os profissionais da Educação em greve pela vida", postou a entidade.

O Sepe avisou que disponibilizará o Fundo de Greve aos funcionários que tiveram vencimentos descontados. 

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura para saber sobre os descontos e aguarda uma resposta, assim como do Sindicato para saber se haverá algum tipo de retratação. 

 

 

 

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.