Assine Já
quinta, 16 de setembro de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
20ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 50529 Óbitos: 2055
Confirmados Óbitos
Araruama 12146 429
Armação dos Búzios 6138 64
Arraial do Cabo 1679 90
Cabo Frio 13948 821
Iguaba Grande 5338 134
São Pedro da Aldeia 6812 284
Saquarema 4468 233
Últimas notícias sobre a COVID-19
feriado

Semana do Saco Cheio alavanca vendas na cidade

Lojistas e donos de restaurantes comemoram melhora no movimento

14 outubro 2016 - 00h15Por Texto e foto: Gabriel Tinoco
Semana do Saco Cheio alavanca vendas na cidade

 Os comerciantes e donos de restaurantes abandonaram o eterno chororô na baixa tem­porada para comemorar o bom movimento na Praia do Forte. O crescimento nas vendas tem explicação: a Semana do Saco Cheio – período de recesso es­colar entre os feriados de Nossa Senhora Aparecida (12 de outu­bro) e o dia dos professores (15 de outubro) – trouxe à cidade inúmeros turistas.

Além disso, o bom tempo ar­rastou muitos banhistas ao prin­cipal ponto turístico da cidade. O gerente do restaurante Vira Verão, Humberto Souza, 54, só comemora.

– O movimento está bom. Na frente do que a crise nos propor­cionou durante o ano inteiro, o movimento aumentou bastante. O tempo também colaborou. Afinal, praia com chuva não existe.

O gerente do Mister Pizza, Josué dos Santos, 51, viu que as vendas iriam subir com a procu­ra por imóveis.

 – Deu uma melhorada legal por aqui. O movimento está muito bom. Bastou observar que os apartamentos aqui na cidade estavam sendo bastante procura­dos. Isso significa que virá gente para cá. A cidade encheu e é na­tural que muita gente pare para comer de frente para a Praia do Forte – comenta.

A ambulante Fernanda Gomes, 24, se dá ao luxo de trabalhar mais tarde porque o faturamento aumenta da mesma maneira.

– A Semana do Saco Cheio está ótima. Foi, sem sombra de dúvidas, a melhor semana de toda a baixa temporada. Estou vendendo entre 50 e 80 espigas de milho por dia. Nos dias nor­mais, em um dia bom, vendo so­mente 30. Nos dias ruins, a saída é de dez espigas – revela.

Nas lojas de roupas, a sensa­ção não é diferente. A vendedo­ra Patrícia Lourenço, 25, sente uma melhora expressiva.

– Melhorou uns 60% no fa­turamento. A expectativa é que chegue a 100% de aumento. O ano está quase acabando. Daqui

 para a frente, a tendência é me­lhorar. O verão vai levantar nos­sas vendas, que estiveram fracas o ano todo – afirma.

A vendedora Carolayne Mota, 18, atribuiu os bons resultados à vinda dos mineiros.

– As vendas estão melho­rando bastante. Tem mais mi­neiros na cidade. Isso que ala­vanca o comércio. Eles estão comprando bem. Aposto na Semana do Saco Cheio para que as coisas melhorem daqui por diante – diz.