Assine Já
sábado, 26 de setembro de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
vacinação gripe

Sem vacina, cidades atrasam imunização

Arraial, Búzios, Cabo Frio e São Pedro abaixo da meta; no país situação se repete

19 maio 2015 - 09h10
Sem vacina, cidades atrasam imunização

O atraso no envio pelo estado aos municípios da Região dos Lagos das doses de vacina contra a gripe influenza – também provocada pelos subtipos vírus H1N1, H3N2 e B – é o motivo da baixa adesão à campanha deste ano. Até o momento, Cabo Frio imunizou 18% do público alvo (7.880), Arraial 30% (2.800) e São Pedro (4.290). Armação dos Búzios não informou os dados até o fechamento da edição.

No entanto, de acordo com nota da secretaria de Saúde do balneário, “o Estado repassou para a cidade um número inferior de doses para a vacinação de toda a população, acabando antes do previsto, no dia 13, da última semana”. O texto informa ainda que nova remessa será entregue amanhã e a campanha terá continuidade nos 12 postos à disposição da população. Segundo a prefeitura de Búzios, a meta é imunizar 6.661 pessoas que fazem parte do grupo prioritário.

Em Cabo Frio, por conta do atraso no recebimento das doses e das demissões promovidas pela prefeitura, a campanha começou apenas no dia 11, com uma semana de atraso, em relação ao restante do país, que iniciou a aplicação no dia 4. Este ano, a meta do município é vacinar 43.784 pessoas, o que representa 80% do público-alvo. Vinte e seis unidades de saúde funcionam de 8h às 17h para aplicação das doses.

Em Arraial, das 6.700 doses que deveria receber do estado, o município recebeu apenas 2.800 das quais a totalidade já foram usadas, de acordo com informações da prefeitura. A previsão é de que a vacinação continue hoje, de 8h às 17h, nas sete Unidades de Saúde da Família com o recebimento de nova remessa de doses.

Em São da Aldeia, a Coordenadoria de Imunização informou que até o momento foram aplicadas 4.290 doses. Segundo a subsecretária de Atenção Básica, Sonia Marques, o município recebeu mais 8 mil doses para a campanha. A vacinação é oferecida em todas as unidades de saúde do município, das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

– Vale lembrar que São Pedro da Aldeia realiza nessa semana a vacinação dos pacientes acamados – destacou.

Em todo o país a Campanha Nacional de Vacinação contra a influenza tem como público-alvo crianças de seis meses a menores de cinco anos, grávidas, doentes crônicos, idosos a partir de 60 anos, profissionais da saúde e mulheres com até 45 dias após o parto.

Baixa também é nacional – Faltando menos de cinco dias para o término da campanha de vacinação, apenas 29,2% das 49,7 milhões de pessoas receberam a dose contra o vírus da influenza. O levantamento foi divulgado ontem pelo Ministério da Saúde.

O relatório informou ainda que 14,5 milhões de brasileiros receberam a vacina desde o dia 4 de maio, quando a campanha teve início. A meta do governo é atingir ao menos 80% do total previsto, ou seja, 39,7 milhões de pessoas até 22 de maio, quando termina a vacinação.

A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório e tem alta taxa de transmissão e de distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais. A doença pode ser transmitida através de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém‐contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz. A Organização Mundial da Saúde, estima que a influenza acometa de 5 a 15% da população, causando de 3 a 5 milhões de casos graves e 250.000 a 500.000 mortes todos os anos.