Assine Já
quinta, 26 de novembro de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 11817 Óbitos: 538
Confirmados Óbitos
Araruama 2355 117
Armação dos Búzios 1070 16
Arraial do Cabo 388 16
Cabo Frio 3625 181
Iguaba Grande 1107 40
São Pedro da Aldeia 1801 76
Saquarema 1471 92
Últimas notícias sobre a COVID-19
Carnaval 2018

Sem subvenção e endividadas, escolas de samba não desfilarão em 2018

Blocos aguardam permissão do prefeito para explorar publicidade em espaços públicos

24 junho 2017 - 10h23Por Rodrigo Branco | Foto: Divulgação
Sem subvenção e endividadas, escolas de samba não desfilarão em 2018

Último desfile em Cabo Frio aconteceu em 2015 e teve a Em Cima da Hora como campeã

Assim como aconteceu no Rio de Janeiro, onde a prefeitura anunciou corte de 50% no financiamento, as escolas de samba de Cabo Frio estão em um beco sem saída. Mas se, na capital, o risco de não haver desfiles no próximo Carnaval ainda é apenas uma ameaça, aqui já é fato consumado. O secretário de Cultura, Ricardo Chopinho, confirmou que as agremiações cabofrienses não desfilarão na Morada do Samba em 2018.

Segundo ele, além da já anunciada falta de subvenção por parte do poder público, as escolas decidiram regularizar a situação fiscal junto à prefeitura, uma vez que a maioria encontra-se na Dívida Ativa Municipal. Para que a próxima folia não passe em branco, a comunidade carnavalesca discute a realização de um evento com a participação de sambistas e componentes de todas as agremiações, possivelmente nos moldes do ‘Encontro das Bandeiras’, realizado este ano na Praça da Cidadania.

Com relação ao Carnaval de rua, o clima ainda é de expectativa. Sem apoio financeiro governamental, os blocos terão que recorrer à iniciativa privada para garantir as atividades. A Associação de Blocos entrou com um pedido para que o prefeito Marquinho Mendes libere o uso de espaços públicos para a utilização de placas de publicidade. A estratégia é conseguir captar recursos de empresas em troca da exposição das marcas.

– A Associação de Blocos já fez o pedido e o prefeito deve responder até o começo de agosto. Não vai precisar de projeto específico na Câmara, basta um decreto – explicou Chopinho.

Destino da Morada – O fato de não haver desfile em Cabo Frio pelo terceiro ano consecutivo, no ano que vem, não irá fazer com que as escolas de samba da cidade percam a sua casa, embora ela passe a ficar mais apertada em breve. Isso porque metade dos 14 galpões da Morada do Samba serão destinados para o uso de secretarias e órgãos municipais.

A prefeitura vê na utilização do espaço, que fica na Praia do Siqueira, a oportunidade de economizar com alugueis de imóveis na cidade. Além da própria pasta da Cultura, o local irá sediar as futuras instalações das secretarias de Mobilidade Urbana, Saúde, Educação, Assistência Social (Centro de Referência da Assistência Social (Cras) da Praia do Siqueira e da Comsercaf. O material das agremiações será armazenado nos sete galpões restantes.