Assine Já
domingo, 27 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8099 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 487 10
Arraial do Cabo 248 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 684 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
MUITA PROMESSA, BOLSO VAZIO

Sem royalties, pagamento deve ficar para próxima semana

Previsão é que salários de contratados caiam na conta na terça-feira, dia 28

24 janeiro 2020 - 20h24Por Redação
Sem royalties, pagamento deve ficar para próxima semana

O dinheiro dos royalties do petróleo esperado para ontem não entrou nos cofres de Cabo Frio e, por isso, os salários de servidores contratados da Saúde e da Educação só devem cair na conta no começo da próxima semana, possivelmente na terça-feira, dia 28. O dinheiro era esperado para que o depósito fosse feito nesta sexta-feira (24) e o crédito em conta acontecesse sábado (25), o que parece improvável.

O governo também aposta na arrecadação do IPTU para tentar normalizar a situação a partir de fevereiro, de acordo com a coordenadora-geral do Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe Lagos), Cíntia Machado. Segundo a sindicalista, a promessa é tentar quitar o décimo terceiro do ano passado até meados do mês que vem. 

Além disso, os recursos do imposto territorial e predial seriam usados para complementar a verba do Fundeb para pagar em dia os salários de janeiro. 

–Tem uma previsão de pagar o salário do mês de janeiro dentro do prazo legal. Estamos indo lá com frequência para ver a questão dos recursos. A informação é que o Fundeb do próprio mês vai ser usado para pagar parte da folha porque a gente sabe que o Fundeb não cobre 100% da folha e a Fazenda cobriria o que falta com os recursos do IPTU que está sendo pago este mês – explicou Cíntia.

Enquanto a situação não se resolve, o Sepe Lagos continua a campanha de arrecadação de mantimentos e artigos de higiene nos supermercados da cidade. O balanço feito pelo sindicato do movimento é positivo.  

– A população está se mostrando sensibilizada com a situação dos servidores e tem colaborado bastante – comentou a sindicalista.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.