Assine Já
quinta, 01 de outubro de 2020
Região dos Lagos
30ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8438 Óbitos: 437
Confirmados Óbitos
Araruama 1675 103
Armação dos Búzios 500 10
Arraial do Cabo 256 15
Cabo Frio 2775 149
Iguaba Grande 699 37
São Pedro da Aldeia 1353 54
Saquarema 1180 69
Últimas notícias sobre a COVID-19
festival do camarão

Sem patrocínio, Festival do Camarão não tem data para acontecer

Organizadora admite dificuldades financeiras, mas garante que evento não deixará de ser realizado

29 julho 2016 - 09h50
Sem patrocínio, Festival do Camarão não tem data para acontecer

Um dos mais tradicionais eventos de Cabo Frio, o Festival do Camarão da Praia do Siqueira está a perigo por causa da crise financeira na cidade. Sem apoio da Prefeitura e com dificuldade de angariar recursos junto a patrocinadores, a organização, mais do que nunca, terá que recorrer à força da comunidade para custear a estrutura do evento. Por isso, a festa tradicionalmente realizada em julho ainda não tem data para acontecer.

– Estamos lutando para viabilizar o evento. Estamos buscando ajuda da comunidade, pois não há recurso municipal e nem da iniciativa privada. Está difícil conseguir uma parceria. O festival vai acontecer, só não posso dizer a data. O custo não é pouco. Estamos buscando parcerias que viabilizem o evento – afirmou Bia Reis, do comitê organizador do Festival, aproveitando a reportagem para fazer um apelo por patrocínio.

Procurado pela Folha, o secretário de Eventos da Prefeitura Édson Leonardes lamentou a situação, mas disse que o poder público poderá ajudar apenas na parte logística da festa, como na organização do trânsito, por exemplo; mas sem qualquer tipo de ajuda financeira ou de infraestrutura.

– Estive reunido com a comissão organizadora e tentamos ajudar, mas a sociedade sabe que a Prefeitura não tem condições de ajudar em nada. Eu me coloco à disposição para ajuda logística, mas depois da reunião não tive mais contato – disse Leonardes.

Mas se a ajuda da vizinhança é fundamental este ano, por outro lado, uma das principais lideranças comunitárias reclama de estar sendo deixada para escanteio. O presidente da Associação dos Moradores da Praia do Siqueira e Palmeiras, Elias Britto, se queixa que a entidade jamais foi chamada para ajudar na organização.

– A comunidade participa, mas o que acontece é um mistério. Não nos comunicam de nada. Nunca fomos convidados para fazer participar de comissão. Acho isso uma falta de respeito. A associação tem grande interesse que a comunidade se envolva. Mas isso não acontece de agora, sempre fomos desconsiderados – reclama Elias Britto.