Assine Já
sábado, 11 de julho de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Suspeitos: 344 Confirmados: 3386 Óbitos: 195
Suspeitos: 344 Confirmados: 3386 Óbitos: 195
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 274 658 42
Armação dos Búzios X 272 7
Arraial do Cabo 16 84 11
Cabo Frio X 1035 63
Iguaba Grande 12 241 20
São Pedro da Aldeia 10 530 19
Saquarema 32 566 33
Últimas notícias sobre a COVID-19
escola

Sem dinheiro, escolas viram casa de veraneio

Para pagar contas, unidades municipais são alugadas para o Carnaval

13 fevereiro 2016 - 15h38Por Filipe Rangel
Sem dinheiro, escolas viram casa de veraneio

Quando se pensa que a situação das escolas municipais de Cabo Frio não pode ficar mais confusa, surge a notícia de que algumas delas foram usadas como casas de veraneio neste Carnaval. Segundo apuração da Folha, a Iara Coutinho Gomes, na Avenida Teixeira e Souza, e a Etelvina Santana Fonseca, no Peró, foram alugadas para grupos de turistas durante os dias de folia. Segundo uma das diretoras, o dinheiro seria utilizado para “pagar contas atrasadas do colégio”.
De acordo com a Luzeiros Tur – empresa que alugou um ônibus para a excursão que ocupou a Escola Etelvina Santana –, cerca de 50 pessoas saídas do Rio de Janeiro embarcaram rumo ao Peró. A Folha entrou em contato com a diretora da escola, Andreia Mirra, mas ela não quis se pronunciar sobre o acontecido.
Já na Iara Coutinho, em foto enviada pelo leitor (ao lado), é possível ver um varal no pátio e roupas penduradas na grade da janela do andar superior. A escola fica ao lado do Banco do Brasil da Avenida Teixeira e Souza, área central da cidade e bastante cômoda para turistas, a cerca de 750m da Praia do Forte.
A diretora da unidade, Valeria  Lemos, conversou com a reportagem na tarde de anteontem, por telefone. Ela confirmou que o prédio foi alugado e disse que o dinheiro arrecadado vai ser usado para “pagar contas atrasadas do colégio”. No entanto, ao ser perguntada se a escola tinha autorização da Secretaria de Educação para alugar o imóvel, ela preferiu não comentar.

* Confira matéria na íntegra na edição da Folha dos Lagos deste fim de semana.