Assine Já
segunda, 06 de julho de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
17ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 337 Confirmados: 3024 Óbitos: 179
Suspeitos: 337 Confirmados: 3024 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 272 585 40
Armação dos Búzios X 256 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 954 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 24 465 16
Saquarema 17 484 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
Capitania

Segurança reforçada no mar de Cabo Frio

Capitania e Bombeiros estão a postos para eventuais problemas

30 dezembro 2015 - 10h09

O mar que tanto encanta moradores e turistas pode se tornar perigoso, caso as normas de segurança sejam desrespeitadas. E é justamente para coibir os abusos que tanto o Corpo de Bombeiros como a Ca­pitania dos Portos já estão a postos para garantir que as férias não terminem mais cedo para ninguém. Segundo o comandante do 18° GBM, tenente-coronel Leonardo Couri, o esque­ma para o réveillon já está montado, com previsão de aumento de 40 homens no efetivo normal.

Nesse contexto, o nú­mero de guarda-vidas também será ampliado nos postos que ficam nas praias do Forte, Peró e Santo An­tônio, em Tamoios; e na Praia Grande, em Arraial do Cabo. O esquema nas praias já foi posto à prova logo no primeiro fim de semana do verão, quan­do foram registrados 159 atendimentos, sendo 30 no sábado e 129 no domingo.

Atento a isso, apesar do planejamento se estender durante toda a alta tempo­rada, Couri comentou que o período mais crítico será do próximo dia 31 a 3 de janeiro, que coincide com o maior fluxo de visitantes na região. O comandante adiantou que o destaca­mento de Arraial receberá o reforço de uma ambulân­cia, bem como a UPA de Tamoios terá à disposição uma viatura híbrida com enfermeiros. Para o ré­veillon propriamente dito, viaturas ficarão a postos para atendimentos. A novi­dade, contudo, será a pre­sença de duas motos que garantirão a agilidade para os primeiros socorros.

– Conseguimos esse ser­viço de forma inédita, que só tem tinha na festa de Co­pacabana. Ele tem o objeti­vo de chegar mais rápido ao local do acidente, para fazer os primeiros socor­ros, antes da ambulância chegar para fazer o resgate – explicou o comandante.

 

*Leia a mensagem completa na edição impressa desta quarta-feira (30)