Assine Já
quarta, 20 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
22ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21341 Óbitos: 711
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 1666 101
Últimas notícias sobre a COVID-19
FOLIA MAIS SEGURA

Segurança no Carnaval terá 700 policiais militares

Estado diz que 72 viaturas farão a patrulha na região desta sexta até o dia 2

18 fevereiro 2020 - 18h25Por Rodrigo Branco

O esquema de segurança na Região dos Lagos durante o período de Carnaval contará com 700 policiais militares. O efetivo será destacado pelo 25º Batalhão de Polícia Militar para atuar no policiamento ostensivo dos sete municípios que estão na sua área de atuação. 

Segundo informações passadas em primeira mão para a Folha, a região terá 190 eventos carnavalescos oficiais. O público estimado de turistas chega a 1 milhão de pessoas. Por isso, além das festividades, o policiamento será destinado a garantir, também, a segurança das pessoas nas orlas das cidades de Cabo Frio, São Pedro da Aldeia, Araruama, Saquarema, São Pedro da Aldeia, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo e Iguaba Grande. 

O esquema de segurança para a folia terá ainda o patrulhamento ostensivo feito por 72 viaturas, dentro da ‘Operação Percurso Seguro’,  que vai desta sexta-feira, dia 21 até 2 de março, nos principais acessos viários das cidades da região. 

Uma Base de Comando avançado será montada em um trailer na Praia do Forte, em Cabo Frio, com o objetivo de facilitar as orientações de policiamento e centralizar as informações para melhor a avaliação do policiamento na área que concentra o maior fluxo de pessoas na região durante o carnaval.

UPP descartada –  Nesta terça (18), a assessoria de Comunicação da Polícia Militar descartou a informação veiculada por uma rádio carioca de que uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) seria instalada em Cabo Frio, depois do Carnaval.

Os rumores surgiram após o acirramento da violência nos municípios da região, incluindo a morte de dois sargentos da PM num prazo de 72 horas. 

A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que, “no curto prazo, a instalação de Unidades de Polícia Pacificadora no interior do estado está prevista para o município de Angra dos Reis”. 

“A UPP Social da Angra é um modelo inédito, pois, além da presença da Polícia Militar, contará efetivamente com o envolvimento de outros órgãos da administração estadual, da administração municipal e da iniciativa privada local”, diz trecho da nota repassada à imprensa.

Enquanto isso, a polícia segue na busca de suspeitos de terem participado das mortes dos sargentos Ricardo Oliveira, em Arraial, e Luiz Paulo Costa, no Braga, em Cabo Frio. 

– Estamos recebendo informações via Disque-denúncia, 190, e canal de inteligência. Todos os dados estão sendo avaliados, processados e encaminhados aos diversos órgãos de interesse.Algumas operações pontuais estão sendo realizadas – disse o comandante do 25º BPM, coronel Rodrigo Ibiapina, sem informar onde as operações foram feitas.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.