Assine Já
quarta, 27 de outubro de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52450 Óbitos: 2151
Confirmados Óbitos
Araruama 12382 441
Armação dos Búzios 6530 73
Arraial do Cabo 1736 93
Cabo Frio 14792 880
Iguaba Grande 5486 140
São Pedro da Aldeia 6993 289
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Enfrentamento da crise

Secretário estadual anuncia ações para retomada do turismo após a pandemia

Iniciativas incluem portal com atrações turísticas dos municípios fluminenses, campanha nas mídias sociais e realização do Salão Estadual do Turismo

17 abril 2020 - 16h53Por Redação

A retomada do turismo fluminense após a pandemia do coronavírus vai contar com um portal "robusto" que terá todas as atrações turísticas dos municípios fluminenses, uma ampla campanha nas mídias sociais e com um "tremendo" Salão Estadual do Turismo para divulgação dos atrativos do Estado do Rio. O anúncio foi feito pelo Secretário estadual de Turismo, Otávio Leite, durante uma videoconferência, nesta sexta-feira, com integrantes do Conselho de Desenvolvimento do Turismo (Condetur) da Costa do Sol, formado por representantes de 13 cidades.

As prioridades das ações para atrair visitantes serão o turismo regional (cidades de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo, num raio de 600 quilômetros dos destinos fluminenses) e o turismo circular (moradores das cidades do Estado do Rio). Otávio Leite acredita que, após a pandemia, o carro será o meio de transporte preferido pelas brasileiros cansados do confinamento em suas casas:

– As pessoas estão doidas para botar o pé na areia das praias, subir a serra, aproveitar as cachoeiras e respirar ar puro. Este é o público alvo para retomada do turismo regional. O portal terá um belo banco de imagens do Estado do Rio e um serviço completo de todos os nossos destinos. Ele virá acompanhado de um amplo trabalho de marketing nas mídias digitais. No Salão de Turismo, vamos investir forte nos eventos gastronômicos do Estado do Rio, sem esquecer o segmento do motociclismo, que já pratica o turismo regional há bastante tempo – explicou Otávio Leite.

Durante a videoconferência, os representantes dos municípios foram unânimes em mostrar a necessidade de apoio financeiro para o setor de turismo, envolvendo os meios de hospedagem e de eventos, além de pedirem o envolvimento da infraestrutura nos projetos de retomada. Destacaram a necessidade de envolvimento de setores como o DER e Detro (estradas) e das polícias rodoviárias (segurança) nos projetos para retomar o fluxo turístico para a Costa do Sol.

–  O Condetur é a única Instância de Governança Regional do Estado do Rio, portadora da Certidão Oficial emitida pelo Ministério do Turismo. Nos nossos 13 municípios, temos três (Cabo Frio, Búzios e Macaé) classificados na Categoria A pelo Ministério, que leva em conta o número de hotéis, restaurantes, empregos gerados, o número de visitantes internacionais etc. Felizmente, estamos sendo ouvidos pelo Secretário Estadual de Turismo e contamos com o apoio dele para os projetos do Condetur e para o calendário de eventos após a reclusão imposta pela pandemia – apelou Marco Navega, presidente do Condetur, uma entidade civil sem fins lucrativos que tem, como principal objetivo, manter intercâmbio constante com entidades de turismo municipais, estaduais, federais e internacionais, visando formular diretrizes, propor projetos, apoiar eventos e planos de marketing voltados para o setor.

Durante a videoconferência, Thomaz Weber, hoteleiro em Búzios e ex-presidente da TurisRio, sugeriu investimentos para atração de visitantes em nichos de eventos esportivos, gastronômicos, religiosos e congressos. Foi mostrada a experiência vitoriosa que levou à conquista da Bandeira Azul pela Praia do Peró, em Cabo Frio. Búzios está buscando agora o certificado internacional de qualidade para a Praia do Forno. Também participaram da videoconferência representantes dos Conventions Bureaux dos municípios.

O Secretário de Turismo de Búzios, Armando Ehrenfreund, previu uma "quebradeira geral" no comércio e meios de hospedagem se o estado não oferecer linhas de crédito para os empresários. Búzios recebe cerca de 2 milhões de turistas no verão e cerca de 200 mil visitantes nos feriados prolongados ao longo do ano.

– Ao contrário de outras cidades, 99% do PIB de Búzios vem do turismo. O setor não suporta três meses de portas fechadas. Se não houver socorro, haverá uma falência geral – alertou.

Otávio Leite disse que está negociando com a AGE Rio linhas de crédito especiais, com carência de um ano, para o setor de turismo. Mostrou em primeira mão para os integrantes do Condetur o vídeo que será exibido durante a pandemia. O vídeo exalta o Estado do Rio como melhor destino após a pandemia. "Moramos em um dos lugares  mais lindos do planeta e às vezes nem nos damos conta".

–A Costa do Sol está na pole position, na vanguarda desta retomada devido aos seus atrativos e à união do setor. A união faz a força – concluiu Otávio Leite.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.