sexta, 19 de julho de 2024
sexta, 19 de julho de 2024
Cabo Frio
19°C
Park Lagos
Park Lagos 2
Geral

Secretário de Saúde quer transferir Hospital da Criança para Estado ou União

Por outro lado, Governo do Estado e Governo Federal rechaçam a possibilidade

27 março 2019 - 10h29
Secretário de Saúde quer transferir Hospital da Criança para Estado ou União

Sem solução de curto prazo para o Hospital da Criança, fechado há mais de dois anos, a Secretaria de Saúde de Cabo Frio cogita se livrar do ‘abacaxi’, que o imóvel se tornou. Em entrevista concedida a um canal de televisão, que foi ao ar na edição da tarde de ontem, o secretário Márcio Mureb disse que está em diálogo para transferir a gestão da unidade. 

– Estamos mantendo conversas com o Estado para tentar estadualizar e com a Federação para tentar federalizar. Uma coisa ou outra. Em benefício não só de Cabo Frio, mas de toda região – disse o secretário.

O problema é que o desejo de Mureb parece não encontrar eco junto ao Governo do Estado e à União. Tanto um quanto o outro, pelo menos no momento, descartam a possibilidade de assumir a administração da unidade que, nas contas do próprio prefeito Adriano Moreno (Rede), em entrevista concedida pouco depois de assumir, precisa de investimentos de R$ 8 milhões para ser reaberto. 

Em contato feito com a reportagem, a assessoria de Comunicação da Secretaria Estadual de Saúde disse que, até o momento, “não existe nada de concreto sobre o assunto”. Por sua vez, o Ministério da Saúde disse que “cabe ao gestor local fazer a gestão dos estabelecimentos de saúde na sua área de abrangência”. 

A declaração do secretário de Saúde acontece poucos dias após o Ministério Público Federal (MPF) pedir esclarecimentos formais de Mureb e do prefeito Adriano sobre a situação do Hospital da Criança. Apesar de um muro ter sido construído em frente ao hospital ainda no começo da atual gestão, de acordo com o MPF, o local ainda serve de abrigo para moradores de rua. 

Outro questionamento feito pelo procurador da República Leandro Mitidieiri Figueiredo é sobre como a demanda do Hospital da Criança está sendo absorvida. À TV local, Márcio Mureb disse que o Hospital da Mulher possui alguns leitos para receber crianças para internação, mas que elas vêm de unidades de emergência, como as UPAs e o Hospital do Jardim Esperança, que possuem serviço de pediatria.

Sobre a suposta invasão de moradores de rua no imóvel do Hospital da Criança, a gestão municipal disse que o Guarda Municipal faz rondas diárias pelo local e que é possível acionar o poder público se algum vizinho perceber movimentação no imóvel.

Curiosamente, uma intervenção estadual ou federal foi sugerida, mas para outra unidade de saúde do município, no caso, o Hospital da Mulher. A proposta está em um documento composto por dez itens entregue pela Comissão de Direitos Humanos aos integrantes da CPI que investiga possíveis irregularidades na unidade hospitalar do Braga.