Assine Já
quarta, 27 de outubro de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52450 Óbitos: 2151
Confirmados Óbitos
Araruama 12382 441
Armação dos Búzios 6530 73
Arraial do Cabo 1736 93
Cabo Frio 14792 880
Iguaba Grande 5486 140
São Pedro da Aldeia 6993 289
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
ARRUMAÇÃO DA CASA

Secretariado discute mudanças na gestão administrativa e financeira da Prefeitura de Cabo Frio

Foram debatidos a normatização das admissões, o levantamento dos resíduos trabalhistas, o pagamento do INSS, entre outros pontos

07 agosto 2021 - 14h14Por Redação

Secretários municipais, e técnicos das pastas de toda a administração municipal de Cabo Frio, se reuniram na terça-feira (3) para discutir as novas diretrizes administrativas e financeiras adotadas pela Prefeitura. O objetivo é dar maior eficiência aos processos internos, garantindo o pagamento em dia dos servidores municipais e a prestação de serviços públicos de qualidade para a população, sem prejudicar a saúde das contas do município.

O encontro foi conduzido pela secretária de Fazenda, Daniella Mendes, e pelo secretário de Administração, Ruy França. Entre os pontos debatidos na reunião estiveram a normatização das admissões, o levantamento dos resíduos trabalhistas, o pagamento do INSS, o Fundo de Participação dos Municípios e a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Em relação ao levantamento de resíduos trabalhistas, a Secretaria de Administração criou uma central para receber das outras secretarias os processos administrativos e judiciais referentes aos passivos herdados de gestões anteriores para posterior pagamento. A medida permite planejar como o montante será pago e evita eventuais pagamentos em duplicidade, ou seja, de valores já pagos por meio de processo administrativo, mas que também foram cobrados na Justiça. Na atual administração, diferentemente do que vinha sendo feito, os servidores exonerados passaram a receber tudo a que têm direito ao sair da gestão municipal.

Outro ponto importante tratado na reunião foi o pagamento da folha salarial que, desde o começo da atual gestão do prefeito José Bonifácio, passou a ser feito na forma bruta, isto é, com o devido recolhimento do INSS. A mudança de postura, aliada ao compromisso de pagar parcelas de acordos referentes a antigas dívidas com a Previdência Social, bancos e precatórios, começam a mudar a imagem do município que, nos dois últimos meses, voltou a receber parte do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que antes ficava retido para honrar os débitos.

O secretário de Administração, Ruy França, enfatizou a necessidade de manter a linha de austeridade adotada pelo governo municipal na atual gestão.

“A gente precisa ter gestão enxuta, financeiramente e orçamentariamente organizada. Fundamentalmente a gente precisa fazer o que faz em casa, que é gastar realmente aquilo que arrecada. Se isso não acontecer, vai formar uma bola de neve como, ao longo do tempo foi se criando, que não se consegue administrar. Estamos trazendo pontos importantes para que a gente possa administrar e fazer uma gestão eficiente, principalmente com reflexo nas futuras gestões”, argumentou.

A secretária de Fazenda ressaltou a importância dos integrantes do governo estarem cientes da situação financeira do município e das ações que estão sendo realizadas para honrar os compromissos externos e com os servidores.

“É muito importante que todos saibam o que está sendo feito para equilibrar as finanças do município, apesar do cenário de grande dificuldade que encontramos. Com muito esforço, estamos pagando os servidores em dia, dentro do mês trabalhado e, aos poucos, quitando os débitos antigos, conforme determinou o prefeito”, explicou.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.