Assine Já
sábado, 08 de agosto de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
15ºmin
Mercado Tropical
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 4786 Óbitos: 283
Confirmados Óbitos
Araruama 820 56
Armação dos Búzios 357 9
Arraial do Cabo 120 12
Cabo Frio 1563 93
Iguaba Grande 334 23
São Pedro da Aldeia 748 39
Saquarema 844 51
Últimas notícias sobre a COVID-19
Prevenção

Secretaria de Saúde prepara um plano para possível surto de microcefalia

Pasta quer prevenir proliferação do mosquito durante o verão

17 novembro 2015 - 09h51Por Gabriel Tinoco

Após os constantes casos de bebês com microcefalia no Nordeste, o Ministério da Saúde levantou a suspeita do Aedes aegypti, o mosquito da dengue, ser um dos causadores do surto que levou o governo a decretar pela primeira vez um estado de emergência nacional de saúde pública. A Secretaria de Saúde de Cabo Frio aposta no combate ao mosquito, que também é vetor da dengue e da chikungunya, para prevenção das doenças nesta alta tempo­rada, quando o inseto costuma se proliferar no município.

Anualmente, a secretaria pre­para um plano de contingência da dengue e chikungunya. O projeto previne a cidade para o aumento do número de atendi­mentos logo no mês de janeiro. Além disso, Cabo Frio é uma das cidades eleitas pelo gover­no como ‘sentinela’ do zika ví­rus na Região dos Lagos.

A secretaria também infor­mou que a cidade vai se empe­nhar no combate ao mosquito, que é a maior dificuldade nessa época do ano.

O plano de contingência pos­sui uma grande vantagem por combater três doenças ao mes­mo tempo. A iniciativa faz a prevenção principalmente atra­vés da educação ambiental para conscientização dos moradores em não deixarem focos do mos­quito em suas casas. Além da tradicional vistoria feita pelo controle de vetores e as passa­gens dos fumacês. Não houve a confirmação de nenhum caso de zika vírus na cidade.