Assine Já
sexta, 03 de julho de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 325 Confirmados: 2946 Óbitos: 179
Suspeitos: 325 Confirmados: 2946 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 260 584 40
Armação dos Búzios X 246 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 922 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 32 443 16
Saquarema 9 471 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
dengue hemorrágica

Secretaria de Saúde de Cabo Frio divulga nota sobre mortes na cidade

Criança morreu de dengue hemorrágica e idoso com suspeita de Guillain Barré

19 maio 2016 - 11h39

A secretaria de Saúde de Cabo Frio emitiu nota sobre o falecimento do menino João Gabriel, 1 ano e 6 meses, que estava internado no Hospital da Criança com dengue hemorrágica. Ele faleceu no início da noite desta quarta-feira (18), depois de ficar um dia internado na unidade.  A família da criança acusou a secretaria de não ter uma ambulância para a transferência de João Gabriel para o Centro de Terapia Intensiva do Hospital Pedro Ernesto, no Rio.  A Assessoria de Imprensa negou o fato:

“Sobre o caso do menino que estava internado no Hospital da Criança a informação de que não tinha ambulância para fazer a transferência da criança não procede. O menino foi regulado na Central de Vagas do Estado e assim que saiu a vaga tinha a ambulância no hospital para levá-lo.  Só que o caso dele era muito grave, e infelizmente, ele veio a óbito”.

Já quanto à morte de Luiz Alvez, 69, que faleceu no Hospital Central de Emergência, HCE, com suspeita de Guillain-Barré, também na quarta-feira, a Assessoria informou que não havia sido notificada e que ainda não há confirmação da causa da morte:

“É suspeita, mas podem ser outras patologias”.

Luiz Alves foi enterrado nesta manhã no Norte Fluminense. Ainda não há informações sobre o enterro do menino João Gabriel.