Assine Já
quinta, 28 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
32ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 22908 Óbitos: 767
Confirmados Óbitos
Araruama 5567 166
Armação dos Búzios 2989 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 6139 264
Iguaba Grande 2043 50
São Pedro da Aldeia 3225 107
Saquarema 2294 117
Últimas notícias sobre a COVID-19
dengue hemorrágica

Secretaria de Saúde de Cabo Frio divulga nota sobre mortes na cidade

Criança morreu de dengue hemorrágica e idoso com suspeita de Guillain Barré

19 maio 2016 - 11h39

A secretaria de Saúde de Cabo Frio emitiu nota sobre o falecimento do menino João Gabriel, 1 ano e 6 meses, que estava internado no Hospital da Criança com dengue hemorrágica. Ele faleceu no início da noite desta quarta-feira (18), depois de ficar um dia internado na unidade.  A família da criança acusou a secretaria de não ter uma ambulância para a transferência de João Gabriel para o Centro de Terapia Intensiva do Hospital Pedro Ernesto, no Rio.  A Assessoria de Imprensa negou o fato:

“Sobre o caso do menino que estava internado no Hospital da Criança a informação de que não tinha ambulância para fazer a transferência da criança não procede. O menino foi regulado na Central de Vagas do Estado e assim que saiu a vaga tinha a ambulância no hospital para levá-lo.  Só que o caso dele era muito grave, e infelizmente, ele veio a óbito”.

Já quanto à morte de Luiz Alvez, 69, que faleceu no Hospital Central de Emergência, HCE, com suspeita de Guillain-Barré, também na quarta-feira, a Assessoria informou que não havia sido notificada e que ainda não há confirmação da causa da morte:

“É suspeita, mas podem ser outras patologias”.

Luiz Alves foi enterrado nesta manhã no Norte Fluminense. Ainda não há informações sobre o enterro do menino João Gabriel.