Assine Já
segunda, 26 de outubro de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 9419 Óbitos: 486
Confirmados Óbitos
Araruama 1914 111
Armação dos Búzios 582 10
Arraial do Cabo 298 15
Cabo Frio 3084 168
Iguaba Grande 826 38
São Pedro da Aldeia 1456 71
Saquarema 1259 73
Últimas notícias sobre a COVID-19
são pedro da aldeia

São Pedro inicia obra na Lagoa de Araruama

Ação é para fechar cinturão de proteção 

30 julho 2014 - 11h37
São Pedro inicia obra na Lagoa de Araruama

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia em parceria com a Prolagos, deu início à obra referente ao esgotamento sanitário para fechamento do cinturão de proteção da Lagoa de Araruama. A ação é um resultado da busca de apoio da Secretaria de Estado do Ambiente no ano passado para realização da obra.A obra de fechamento do cinturão de proteção da lagoa está orçada em R$ 10 de 10 milhões, que será paga em sete prestações anuais com recurso do ICMS Verde.

O imposto é um repasse estadual que tem como principal objetivo ressarcir os municípios pela restrição ao uso de seu território e recompensar pelos investimentos ambientais realizados, uma vez que os benefícios são compartilhados por todos os vizinhos. Os repasses são proporcionais às metas alcançadas: quanto melhor o indicador, mais recursos para a prefeitura. Pelo segundo ano consecutivo, o município de São Pedro da Aldeia arrecadou o maior ICMS Verde da Região dos Lagos, com o valor recebido de R$3.435.780,00.

- O valor de R$ 10 milhões do projeto será pago à empresa responsável após a conclusão das obras, com recurso do ICMS Verde, arrecado pelo município, em sete prestações anuais. O Prefeito Cláudio Chumbinho e representantes da Prolagos estiveram no bairro Mossoró para acompanhar a obra de perto. A parceria da prefeitura com a concessionária irá adiantar as obras que, antes do convênio, não tinham previsão para acontecer. Os bairros a serem trabalhados são: Mossoró, Ponta da Areia, Baleia, Praia Linda, Centro, Canal do Mossoró, Maracanã e Camerum.

A obra no Mossoró está realizando a capacitação do esgoto de cerca de 500 casas, que era jogado diretamente para a lagoa. Todas as casas estão sendo ligadas na rede. A iniciativa da prefeitura aldeense é mais um passo dado para contribuir com a despoluição do local. De acordo com a secretária de Ambiente, Lagoa, Pesca e Serviços Públicos, Adriana Saad, a Praia do Mossoró estará acessível para banho e recreação quando a obra for concluída. Ela segue explicando o projeto.

- Essa obra é esperada há muitos anos pela população aldeense. Nós sabemos a importância desse trabalho, o esgoto vai todo para lagoa contaminando as águas de um dos nossos principais patrimônios. Para salvar a nossa lagoa e prestar um serviço de qualidade à população, fui até a Secretaria de Estado do Ambiente solicitar o fechamento do cinturão de proteção da lagoa. Esse serviço não tinha previsão para acontecer e agora está sendo realizado - disse o Prefeito Cláudio Chumbinho.

 

Ao término do serviço do Mossoró, as equipes da Prefeitura e da Prolagos se reunirão para decidir qual será o próximo setor a ser trabalhado. A previsão é que a obra do Mossoró termine em quinze dias, podendo ser estendido o prazo, caso necessário.