Assine Já
sábado, 04 de julho de 2020
Região dos Lagos
23ºmax
16ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 325 Confirmados: 2996 Óbitos: 179
Suspeitos: 325 Confirmados: 2996 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 260 584 40
Armação dos Búzios X 250 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 943 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 24 455 16
Saquarema 17 484 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
Estudantes

São Pedro da Aldeia: Estudantes dão grito de socorro

Alunos boicotam avaliação do Estado e protestam por qualidade

24 setembro 2015 - 10h01

GABRIEL TINOCO

Manifestação por educação de melhor qualidade mobili­zou dezenas de alunos do ensi­no médio do Colégio Estadual Feliciano Sodré, em São Pedro da Aldeia, na tarde de ontem. O ato, que reuniu por volta de 150 pessoas, aconteceu logo após a prova do Sistema de Avaliação da Educação do Estado do Rio de Janeiro (Saerj).

Os alunos responderam as questões na prova, que será en­viada aos professores do colégio, mas não preencheram o cartão-resposta enviado ao Estado. Foi um boicote ao ensino prestado na Rede Estadual. Eles bloquea­ram a Rua Duque de Caxias, em frente ao colégio, com cartazes e pedidos de melhorias na escola.

O principal objetivo dos alunos é chamar atenção da educação do Estado, que, segundo eles, não dá estrutura suficiente às escolas da rede estadual de ensino. Tanto que, em algumas escolas da ca­pital o mesmo protesto foi feito no Saerj. “O Saerj é uma forma de maquiar as coisas”, afirma a aluna Lorrany Silveira, aluna do terceiro ano do ensino médio.

Os estudantes protestaram na porta do colégio com camisas pretas para simbolizar o luto pela educação na rede estadual de ensino. Quanto aos proble­mas do colégio em si, o grupo conseguiu reunião com o diretor do colégio, marcada para a ma­nhã de hoje. Caso o diálogo com a diretoria da escola sobre os problemas internos não vá para frente, outros protestos devem ser feitos no Feliciano Sodré.