Assine Já
sexta, 18 de setembro de 2020
Região dos Lagos
30ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7483 Óbitos: 397
Confirmados Óbitos
Araruama 1452 99
Armação dos Búzios 466 10
Arraial do Cabo 201 13
Cabo Frio 2467 130
Iguaba Grande 622 34
São Pedro da Aldeia 1153 50
Saquarema 1122 61
Últimas notícias sobre a COVID-19
Estudantes

São Pedro da Aldeia: Estudantes dão grito de socorro

Alunos boicotam avaliação do Estado e protestam por qualidade

24 setembro 2015 - 10h01

GABRIEL TINOCO

Manifestação por educação de melhor qualidade mobili­zou dezenas de alunos do ensi­no médio do Colégio Estadual Feliciano Sodré, em São Pedro da Aldeia, na tarde de ontem. O ato, que reuniu por volta de 150 pessoas, aconteceu logo após a prova do Sistema de Avaliação da Educação do Estado do Rio de Janeiro (Saerj).

Os alunos responderam as questões na prova, que será en­viada aos professores do colégio, mas não preencheram o cartão-resposta enviado ao Estado. Foi um boicote ao ensino prestado na Rede Estadual. Eles bloquea­ram a Rua Duque de Caxias, em frente ao colégio, com cartazes e pedidos de melhorias na escola.

O principal objetivo dos alunos é chamar atenção da educação do Estado, que, segundo eles, não dá estrutura suficiente às escolas da rede estadual de ensino. Tanto que, em algumas escolas da ca­pital o mesmo protesto foi feito no Saerj. “O Saerj é uma forma de maquiar as coisas”, afirma a aluna Lorrany Silveira, aluna do terceiro ano do ensino médio.

Os estudantes protestaram na porta do colégio com camisas pretas para simbolizar o luto pela educação na rede estadual de ensino. Quanto aos proble­mas do colégio em si, o grupo conseguiu reunião com o diretor do colégio, marcada para a ma­nhã de hoje. Caso o diálogo com a diretoria da escola sobre os problemas internos não vá para frente, outros protestos devem ser feitos no Feliciano Sodré.