Assine Já
sábado, 04 de julho de 2020
Região dos Lagos
23ºmax
16ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 325 Confirmados: 2996 Óbitos: 179
Suspeitos: 325 Confirmados: 2996 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 260 584 40
Armação dos Búzios X 250 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 943 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 24 455 16
Saquarema 17 484 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
morte

Samba, pancadaria e morte em evento realizado em São Pedro

Prefeitura diz que não teve falha, no entanto, frequentadores afirmam que havia pouca segurança

08 dezembro 2014 - 13h38Por Rosana Rodrigues|Foto:Blog Repórter Eduander Silva
 Samba, pancadaria e morte em evento realizado em São Pedro

Uma pessoa morreu após se envolver numa briga na madrugada deste domingo (7) durante o evento “Samba São Pedro”, realizado pela Prefeitura de São Pedro da Aldeia em parceria com a Rádio Litoral, que ocorreu às margens da RJ-140, no Centro. Vitor Francisconi Santos Silva, de 25 anos, morador do bairro Porto do Carro, ficou seriamente ferido, depois de receber socos e pontapés em meio a um tumulto generalizado entre grupos rivais. Ele chegou a ser socorrido no Pronto Socorro da cidade, mas não resistiu aos ferimentos. O evento contou com praça de alimentação, venda de comidas e bebidas, estacionamento em uma área total de cerca de 500 metros lineares

De acordo com informações da ocorrência da Polícia Militar, a confusão, que envolveu várias pessoas, teve que ser dispersa com a utilização de spray de pimenta. Magno Fonseca Figueiredo, detido por volta das 5h desta segunda (8),  após ter sido apontado como suspeito de ter participado da agressão -  foi levado para a delegacia de Cabo Frio, onde prestou esclarecimentos para a autoridade policial. Ele foi autuado por lesão corporal seguida de morte. 

  •  

O secretário de Ordem Pública, Edmilson de Souza Bittencourt, disse que não houve falha na segurança, pois o evento contou com 60 homens durante a realização, dos quais 30 policiais militares e 30 guardas civis municipais. A prefeitura informou ainda que homens da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros estiveram presentes. A assessoria de comunicação disse em nota que todo o efetivo de segurança trabalhou do início ao fim do evento. “O secretário informa ainda, que a vítima foi socorrida no local pela ambulância da Prefeitura, onde foi feito todos os procedimentos necessários para salvar a mesma”, disse a nota.

Uma estudante de Direito, que preferiu não se identificar, disse que ela e mais alguns amigos, conseguiram ficar no local somente por uma hora, já que chegou por volta das 20h e saiu logo depois das 21h. Devido a uma série de irregularidades presentes, com indícios de uma tragédia anunciada, ela preferiu deixar o local:

- Do lado de dentro do local do evento não havia nenhum tipo de segurança. Só tinham dois guardas que ficavam próximos à entrada, como se fosse num estande. O que acontecia lá na frente não dava para ser visto lá de trás. Polícia somente na entrada do lado de fora, mesmo assim eram muito poucos – disse a universitária, acrescentando que o congestionamento na rodovia aumentou ainda mais com um carro batido próximo do local, no acostamento desde às 18h

Outro morador da cidade, que não quis ter sua identidade revelada, lamentou os prejuízos gerados:

- O resultado foi um trânsito quase parado nos dois sentidos da rodovia, carro batido às margens da rodovia, adolescentes alcoolizados e drogados, além de motoristas de carros com garrafas de cerveja e dirigindo! E a policia não fazia nada.  A Guarda Municipal ficava somente ajudando as pessoas a atravessarem a rodovia - disse, indignado.