Assine Já
segunda, 10 de maio de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
16ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 37383 Óbitos: 1430
Confirmados Óbitos
Araruama 9540 293
Armação dos Búzios 4618 57
Arraial do Cabo 1313 69
Cabo Frio 9882 523
Iguaba Grande 3740 92
São Pedro da Aldeia 5088 224
Saquarema 3202 172
Últimas notícias sobre a COVID-19
PEDIDO DE SOCORRO

"Salário não é favor": servidores protestam na secretaria de Saúde de Cabo Frio

Profissionais se manifestam contra 'pacote de maldades' oferecido pela pasta em plena pandemia do coronavírus

14 maio 2020 - 15h49Por Redação

Servidores da Saúde de Cabo Frio fizeram manifestação na tarde desta quinta-feira (14), na porta da secretaria, em São Cristóvão. No protesto, mais uma vez foram denunciadas as condições de trabalho inadequadas, que incluem falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). O fracionamento dos salários, a falta de pagamento do adicional noturno e insalubridade e a convocação de profissionais que estão no grupo de risco para o trabalho completa o "pacote de maldades" oferecido aos trabalhadores da pasta em plena pandemia de coronavírus. O ato, simbólico, reuniu pouco mais do que dez profissionais, para que fosse evitada aglomeração. 

 – Salário não é um favor. É obrigação  – afirmou a a secretária-geral do Sindicato dos Servidores de Cabo Frio (Sindicaf) e conselheira municipal de saúde Daiana Olegário, afirmando que os trabalhadores estão sendo "massacrados". 

 – Nós, servidores, estamos aqui reivindicando por causa da falta de salário, da falta de respeito. Muitos estão trabalhando sem insalubridade, sem adicional noturno. A cada mês que passa a Saúde está sendo massacrada. O prefeito foi na rádio ontem pedindo compreensão para os servidores que estão na linha de frente – criticou

Na entrevista ao programa Amaury Valério, na Rádio Ondas, na quarta-feira (13), o prefeito Adriano Moreno disse que a prefeitura está fazendo um "esforço enorme" para pagar o funcionalismo. 

 –  Estamos num trabalho sobre-humano para pagar o pessoal da Saúde. São verdadeiros heróis. Estão correndo um risco imenso. Estamos fazendo um esforço imenso. Peço compreensão. Se a situação permitisse, todos já teriam recebido. Mas a situação é drástica  –  afirmou Adriano.

Quebra-quebra   –  Na tarde de quarta-feira (13), por volta das 16h uma funcionária, que reclama de estar há três meses sem pagamento, revoltou-se e quebrou alguns itens do setor de Recursos Humanos da secretaria de Saúde. Adriano estava no local no momento. Durante o dia, circulou a informação de que o prefeito teria sido agredido pela servidora. Essa versão, que é falsa, teria sido compartilhada através de áudio de outro servidor. Outras pessoas que testemunharam a cena asseguram que Adriano não foi agredido. A servidora precisou ser contida por seguranças.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.