segunda, 04 de março de 2024
segunda, 04 de março de 2024
Cabo Frio
23°C
Park Lagos mobile
sal cisne

Sal Cisne publica carta sobre demolição da Escola Luis Lindenberg

Documento com esclarecimentos à sociedade repercute

02 abril 2019 - 13h26
Sal Cisne publica carta sobre demolição da Escola Luis Lindenberg

A REFINARIA NACIONAL DE SAL S.A. publicou carta aberta à sociedade, na semana passada, sobre a demolição do prédio da Escola Luis Lindenberg, cuja área foi desapropriada pela Prefeitura de Cabo Frio. De acordo com a prefeitura, o terreno irá abrigar nova unidade escolar a partir de 2020, com 12 salas de aula, sala de artes, quadra coberta e um anfiteatro. A nova escola terá capacidade para cerca de 850 alunos.

A carta começa com breve histórico sobre a escola – o prédio foi construído pela refinaria em terreno de propriedade da companhia. "Durante praticamente 30 anos, ela foi gerida e administrada pelo Grêmio Recreativo e Cultural 1º de Maio, oferecendo Ensino de 1º e 2º graus de excelente qualidade ". Mas isso mudou após ter sido firmado contrato de comodato entre a prefeitura e a refinaria, em 1º de agosto de 1999: o prédio da escola foi cedido para a administração municipal, que assumiu a gestão no lugar do Grêmio.

No dia 4 de junho de 2018, no entanto, a refinaria foi informada de que o prédio da escola estava interditado por tempo indeterminado, por determinação da Defesa Civil. Em 14 de fevereiro de 2019, o Decreto Municipal nº 5.959 declara "de interesse público para fins de desapropriação a área da Escola". Segundo a carta divulgada pela refinaria, a desapropriação foi "consensual e por valor simbólico".

"Fazemos votos para que a Administração Municipal tenha sucesso em seu projeto de construção de uma nova escola na área desapropriada, mantendo vivo o ideal e o propósito da REFINARIA NACIONAL DE SAL S.A. – SAL CISNE, de seus funcionários e do Grêmio Recreativo e Cultural 1º de Maio, de oferecer uma melhor oportunidade de educação e lazer à população de Cabo Frio", diz o documento.

Repercussão - A publicação repercutiu na internet. Entre comentários e compartilhamentos, muitos fizeram votos pela continuidade de um projeto de educação de qualidade na área. "Assim esperamos: não o fim, mas um recomeço", escreveu um internauta. "Só carrego ótimas lembranças e saudades dos anos que estudei nessa que já foi considerada uma das melhores escolas de Cabo Frio", disse outro.