Assine Já
sexta, 22 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21896 Óbitos: 720
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 2221 110
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Roubos a pedestres triplicam em Búzios neste ano

Polícia garante patrulhamento e entidades evitam alarde sobre números do ISP

15 maio 2019 - 09h36
Roubos a pedestres triplicam em Búzios neste ano

Conhecida pela beleza de fama internacional e também pela tranquilidade, a cidade de Búzios ostenta neste ano uma estatística nada honrosa. Nos três primeiros meses de 2019, a delegacia do município (127ª DP) registrou 39 ocorrências de roubos a pedestres, um número três vezes maior que o anotado no mesmo período do ano passado (13), o que representa um aumento de 200% de um ano para o outro. 

Os dados são do Instituto de Segurança Pública (ISP) chamaram a atenção da mídia nacional e foram tema de matéria na edição de anteontem do jornal O Globo. Apesar disso, representantes de segmentos econômicos atuantes na cidade falam do assunto com cautela. O empresário Thomaz Weber, que foi presidente da Associação Comercial e Empresarial de Búzios (ACEB) e atualmente comanda a Turisrio, elogia o trabalho das autoridades de segurança e diz que não tem ouvido reclamações sobre aumento no número de assaltos. 

– Talvez isso (aumento dos números) se deva a uma eficiência maior de registro de ocorrências porque, levando em conta que muitos dos turistas são estrangeiros, em muitas ocasiões, eles não tinham a disponibilidade de fazer o registro e havia uma subnotificação. Esse ano nós tivemos um grande reforço do convênio do Proeis, então há uma quantidade de policiais bem maior do que nos anos anteriores. Talvez por isso os índices tenham aumentado, mas não que as ocorrências tenham aumentado, mas o número de registros – acredita Weber.

O atual secretário da ACEB, Lautaro Gabriel Álvares, mostrou surpresa ao ser informado das estatísticas, mas garante que a segurança pública é tema de constante debate entre os comerciantes buzianos. 

– A nossa associação tem feito um trabalho muito interessante e sempre trabalhou esse lado da segurança pública, porque tem associados que têm restaurantes, que são delegados e policiais. A gente está sempre debatendo e abrindo essa pauta. Estou há dois anos nessa associação e é a primeira vez que eu recebo uma ligação para falar sobre esse assunto. Mas a gente está atento a isso. É uma informação para tratar com os associados, com a Polícia Militar e a Guarda Municipal para trabalharmos todos juntos para gerar um número cada vez menor de roubos – comentou Lautaro.

Em processo de mudança no governo, a Prefeitura de Búzios não deixou de se manifestar. Em nota, o governo municipal atribuiu o aumento nos assaltos a pedestres à alta temporada, quando “a cidade recebe em média, um número de visitantes que corresponde a seis vezes a sua população fixa”. 

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a presença de um alto número de turistas eleva diversos índices “que não traduzem a rotina normal do município” e “os meses de abril e maio já voltaram a registrar índices compatíveis com uma cidade de 30 mil habitantes, de rotina tranquila”.

Para complementar, a prefeitura destaca o apoio do contingente do PROEIS (programa que PMs aderem para atuar no município no horário de folga) e da Guarda Municipal, e as “mais de 200 câmeras instaladas pela cidade, parte delas com reconhecimento facial e de placas de carro”. 

Embora os números de Búzios tenham destaque negativo, o município segue a tendência da região, conforme mostrou uma matéria da Folha publicada em 18 de abril. Nos sete municípios sob a responsabilidade do 25º Batalhão, os roubos a pedestres passaram de 288 para 368 do primeiro trimestre de 2018 para o de 2019. 

Em nota, a Polícia Militar informou que o efetivo do 25°BPM  é aplicado em ações preventivas e repressivas e que o batalhão realiza patrulhamento dinâmico atendendo ocorrências a partir do 190 e também o policiamento ostensivo em locais onde a mancha criminal é mais acentuada.

A Secretaria de Estado de Polícia Militar reitera a importância do registro das ocorrências nas delegacias, já que são esses dados que embasam a distribuição do efetivo pelas ruas. E solicita a ajuda da população por meio do Disque Denúncia (2333-1177).  Por fim, a PM destaca a importância da população na participação nas reuniões do Conselho Comunitário de Segurança da cidade. Neste sentido, o comando do 25ºBPM afirma que está à disposição “para manter diálogo permanente com os moradores”.