Assine Já
quinta, 13 de maio de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
http://www.alerj.rj.gov.br/
http://www.alerj.rj.gov.br/
TEMPO REAL Confirmados: 37918 Óbitos: 1447
Confirmados Óbitos
Araruama 9612 300
Armação dos Búzios 4692 57
Arraial do Cabo 1317 69
Cabo Frio 10088 529
Iguaba Grande 3759 93
São Pedro da Aldeia 5248 224
Saquarema 3202 175
Últimas notícias sobre a COVID-19
Autismo

Rio das Ostras debate projeto de clínicas especializadas em autismo

Objetivo é buscar identificar as pessoas portadoras de autismo e criar uma forma especial de atendê-las

12 agosto 2019 - 17h08Por Redação I Foto: divulgação
Rio das Ostras debate projeto de clínicas especializadas em autismo

Na última sexta-feira, dia 9, o prefeito Marcelino Borba recebeu, em seu gabinete, o secretário de Governo da Prefeitura de São Pedro da Aldeia, Eronildes Bezerra, e o advogado Carlos Magno de Carvalho, para uma reunião visando a criação de clínicas de atendimento especializado para crianças e adolescentes, e suas famílias, com o transtorno do espectro autista (TEA) em toda a região.

O objetivo, além da implantação de clínicas nos municípios da Baixada Litorânea, é buscar identificar as pessoas portadoras de autismo e criar uma forma especial de atendê-las. A ideia é fazer com que o projeto seja nos moldes da Clínica-Escola do Autista de Itaboraí, referência em todo o país, respeitando as realidades de cada município, idealizada por Berenice Piana, coautora da Lei 12.764, que instituiu a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista.

De acordo com o prefeito Marcelino Borba, a regionalização é importante para que o atendimento seja unificado. “A união entre os municípios vai proporcionar um melhor atendimento à população e é uma forma de darmos possibilidade de uma inserção maior dessas pessoas na sociedade”, declarou.

Para o secretário de São Pedro da Aldeia, é importante não pensar em São Pedro da Aldeia de forma isolada, principalmente quando se fala em saúde e em cuidado. “Se esses discursos ficarem isolados, eles acabam não trazendo a solidez que o processo necessita. Eu gostei muito do que vi em Itaboraí. É um modelo que nós vamos seguir, mas é importante que cada município pense qual vai ser o seu formato de trabalho”, salientou Eronildes Bezerra.

Participaram ainda da reunião a secretária de Bem-Estar Social de Rio das Ostras, Eliara Fialho; a subsecretária de Educação, Hionar Cunha; e a coordenadora de Educação Inclusiva, Cristiane Camacho. Um novo encontro entre os representantes dos municípios está agendado para o próximo dia 14 de agosto, em São Pedro da Aldeia, para dar continuidade ao projeto.