Assine Já
terça, 26 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
30ºmax
22ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 22503 Óbitos: 742
Confirmados Óbitos
Araruama 5567 166
Armação dos Búzios 2960 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 6068 247
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 2221 110
Últimas notícias sobre a COVID-19
reunião

Reunião servirá de avaliação da alta temporada

Encontro será realizado na quinta-feira (9) em um hotel na Praia do Forte

03 março 2017 - 11h10Por Rodrigo Branco I Foto: Arquivo Folha
Reunião servirá de avaliação da alta temporada

Oficialmente, o verão só acaba no próximo dia 20, mas passado o Carnaval, o empresariado cabofriense já contabiliza acertos e erros da alta temporada 2016/2017. Inclusive, uma reunião de avaliação foi marcada para a próxima quinta-feira, dia 9, a partir das 19h, no hotel Mandai, na Praia do Forte. O encontro terá a presença de representantes dos setores turístico e hoteleiro; de associações comerciais e profissionais da área técnica. A presença do prefeito Marquinho Mendes (PMDB) ainda não está confirmada, mas boa parte do secretariado municipal é aguardada para a reunião.

O objetivo é que os participantes relatem as experiências dos últimos meses e as reúnam em um relatório, que será usado no planejamento para as férias de 2018. O empresário Carlos Cunha, do Sindicato dos Representantes de Hotéis e Restaurantes, aprova a iniciativa, que acontece pela segunda vez.
– Vamos ver o que o trade acha. Quem vive no Turismo sabe mais onde o calo aperta. É legal o Poder Público estar presente – avalia.

Para a coordenadora do Sebrae na Região dos Lagos, Ana Cláudia Vieira, é preciso integração entre os setores público e privado.

– Só assim vai ter planejamento estratégico. O verão tem que ser planejado de outra forma. Os gestores que entraram agora terão mais tempo para planejar – disse Ana Cláudia, que também participará do encontro.

O secretário de Desenvolvimento da Cidade, Cláudio Bastos, concorda com a necessidade de maior tempo para organizar as ações, mas diz que o trabalho necessário para este verão foi feito, ainda que influenciado pelas condições deixadas pela gestão anterior.

– Tivemos planejamento sim, senão a situação seria muito pior. Mas para o ano que vem esse planejamento terá a nossa cara e a nossa assinatura – disse Bastos.