Assine Já
quinta, 01 de outubro de 2020
Região dos Lagos
30ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8438 Óbitos: 437
Confirmados Óbitos
Araruama 1675 103
Armação dos Búzios 500 10
Arraial do Cabo 256 15
Cabo Frio 2775 149
Iguaba Grande 699 37
São Pedro da Aldeia 1353 54
Saquarema 1180 69
Últimas notícias sobre a COVID-19
Arraial do Cabo

Renatinho e Bonifácio mostram que disputa não se restringe à chapa governista

Em Arraial, articulação para escolha de vice pode valer muito

24 novembro 2015 - 09h24

Engana-se quem pensa que se restringem ao pré-candidato governista de Arraial do Cabo, Walter Lucio Tê (PMDB) as ar­ticulação para a formação das chapas para as eleições so ano que vem. Se não com a mes­ma força como acontece com o atual secretário de Governo, Comunicação e Eventos, as especulações sobre quem vai compor com os principais no­mes de oposição, Renatinho Vianna (Pros) e José Bonifácio Novellino (PDT) têm domina­do boa parte das conversas de bastidor, embora ambos ‘achem cedo’ abordar o assunto.

E entre os possíveis nomes ventilados para o cargo das duas pré-candidaturas, está um perso­nagem que tem sido protagonis­ta no processo político da cidade nas últimas semanas, embora venha reafirmando que também sonhe com a sucessão do atual prefeito, Wanderson Cardos de Brito, o Andinho (PMDB): o empresário do ramo off-shore Marcelo Magno, também, cota­do na chapa de Tê.

Irmão do vereador Thiago Félix, o Thiago Fantinha (PSC), Magno vem anunciando nos úl­timos dias a filiação ao ‘nanico’ TN, o que deverá ocorrer na próxima sexta e pelo qual afirma que será pré-candidato ao gover­no no ano que vem. Apesar dis­so, seu perfil é bem visto dentro do grupo ‘renatista’ em função de Magno não ter ligação ante­rior com a política cabista. Além disso, ele é visto como alguém capaz de atrair parte do eleitora­do governista para o lado do ve­reador, considerado o principal nome da oposição na cidade.

Por sua vez, entre os pedetis­tas, o empresário é considerado um nome que possa atrair um eleitorado mais jovem, diferente da militância histórica do parti­do, e que está mais ligado a polí­ticos como Fantinha.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta terça-feira (24)