Assine Já
domingo, 13 de junho de 2021
Região dos Lagos
21ºmax
17ºmin
Alerj
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 42533 Óbitos: 1631
Confirmados Óbitos
Araruama 10478 329
Armação dos Búzios 5144 57
Arraial do Cabo 1486 81
Cabo Frio 11320 600
Iguaba Grande 4350 105
São Pedro da Aldeia 5809 254
Saquarema 3946 205
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabo Frio

Rede hoteleira da Região dos Lagos esbanja otimismo

Aguardado feriadão deve registrar ocupação de quartos quase total em Cabo Frio

09 outubro 2015 - 12h09Por Rodrigo Branco

Crise? Que crise? No que depender do otimismo do trade turístico da região, a famigera­da palavrinha símbolo de 2015 vai passar bem longe do feria­dão que começa a partir de hoje, passa pela data comemorativa à Nossa Senhora Aparecida, pa­droeira do Brasil, nesta segunda, dia 12, e emenda até quinta-fei­ra, 15, Dia do Professor.

De acordo com os empresá­rios e representantes do poder público, não se trata de uma ex­pectativa vazia, pois está basea­da na quantidade de reservas já confirmadas para a tradicional ‘Semana do Saco Cheio’, um dos períodos mais aguardados da baixa temporada. Em Cabo Frio, por exemplo, é esperada uma ocupação quase total nos quartos dos hoteis, pousadas e flats da cidade. Grande parte dessas vagas, como de costume, deve ficar com os turistas de Mi­nas Gerais que, normalmente, já fazem da cidade um dos seus destinos preferenciais.

    

– É um dos feriados mais es­perados. Ele e a Semana Santa são as joias da baixa temporada. Já estamos com ocupação de 90%, mas temos muita procura ainda e acredito que vamos fe­char entre 97% e 98% – afirma Carlos Cunha, presidente da As­sociação de Hoteis de Cabo Frio.

Como nem tudo são flores, Cunha disse que apesar de o movimento ser praticamente o mesmo do ano passado, o fatura­mento será menor, em função da inflação e do aumento dos cus­tos que, garante, não estão sendo repassados aos turistas. Segundo ele, trata-se de uma estratégia para manter o setor aquecido, apesar da alta dos preços.

Na vizinha Arraial do Cabo, conhecida pela exuberância de suas praias, o panorama não é muito diferente. Embora ainda não tenha os números fechados com relação à taxa de ocupação, o secretário de Turismo, Marco Simas, está confiante em função do trabalho realizado pela pasta em feiras internacionais do se­tor, do bom movimento registra­do nesta baixa temporada e da previsão de bom tempo feita por institutos de meteorologia.

– Não tivemos baixa tempora­da em Arraial. A ocupação foi de 60%, 70%. O visitante aprova o nosso turismo de vivência, que é vivenciar o dia a dia da cidade – ressalta Simas, que informou que a Guarda Municipal ajudará a coibir o transporte clandestino.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta sexta-feira (9)