Assine Já
segunda, 30 de novembro de 2020
Região dos Lagos
30ºmax
20ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 12084 Óbitos: 539
Confirmados Óbitos
Araruama 2426 118
Armação dos Búzios 1132 16
Arraial do Cabo 427 16
Cabo Frio 3625 181
Iguaba Grande 1129 40
São Pedro da Aldeia 1874 76
Saquarema 1471 92
Últimas notícias sobre a COVID-19
Praia do forte

Recadastramento de ambulantes na Praia do Forte começa em até 20 dias

Medida é considerada primordial para ordenamento do comércio em Cabo Frio

08 abril 2017 - 15h36
Recadastramento de ambulantes na Praia do Forte começa em até 20 dias

O recadastramento dos ven- dedores ambulantes de Cabo Frio deve começar em torno de 20 dias. A estimativa é do secretário de Desenvolvimento da Cidade, Cláudio Bastos, que ontem esteve presente à inauguração da sede da Unidade de Policiamento Ambiental (Upam), no Dormitório das Garças. O processo ainda depende de questões adminis- trativas para que seja efetivamente desencadeado.

– Estamos terminando a parte burocrática do edital de chamamento e após a conclusão desse trabalho vamos dar início ao recadastramento. Isso deve demorar ainda algo em torno de 20 dias – acredita Bastos.

A medida é considerada primordial para a organização do comércio na cidade, sobretudo em áreas de grande visitação como a Praia do Forte. Nesse sentido, uma das grandes preocupações é a ocupação indiscriminada da faixa de areia por cadeiras e mesas e o acesso de veículos, que segundo matéria publicada na edição de ontem, será impedido na rampa do Lido por meio de barreiras de contenção de 40 centímetros de altura. O secretário disse que as equipes estão firmes na fiscalização.

– A gente continua reprimindo diariamente as cadeiras e as mesas. Cada tenda tem direito a 25 jogos de mesas e cadeiras e os carrinhos apenas três – afirma.

Para o futuro, contudo, a ideia é impedir que os conjuntos já fiquem montados à beira-mar. Uma empresa terceirizada ficaria responsável por alugar os objetos para os banhistas, que os levariam até a areia. Mas a intenção da Prefeitura é dialogar, o que deve acontecer assim que o recadastramento dos ambulantes for finalizado.

– Essa é uma ideia que nós temos e que após o recadastramento, a gente vai amadurecer e tentar implantar. Conversando primeiro com os ambulantes, enfim, discutindo com o prefeito Marquinho Mendes qual o caminho que vamos tomar. Mas é uma ideia realmente de evoluir Cabo Frio nesse sentido – finaliza Bastos.