Assine Já
sexta, 03 de julho de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 325 Confirmados: 2946 Óbitos: 179
Suspeitos: 325 Confirmados: 2946 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 260 584 40
Armação dos Búzios X 246 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 922 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 32 443 16
Saquarema 9 471 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
PT

PT de Cabo Frio decide nesta sexta candidato a prefeito

Obedecendo Executiva Nacional, partido resolveu lançar nome próprio de última hora

05 agosto 2016 - 10h16Por Rodrigo Branco
PT de Cabo Frio decide nesta sexta candidato a prefeito

NA SAUDADE – Ainda com vereador Eduardo Kita (de azul), PT tinha fechado apoio a Marquinho Mendes

Surpresa na reta das convenções partidárias em Cabo Frio, cujo prazo termina nesta sexta-feira (5). Até então fechado com a candidatura de Marquinho Mendes (PMDB), o diretório municipal do PT teve que acatar a decisão da Executiva nacional do partido e lançar, de última hora, candidatura a prefeito da cidade.

De acordo com o presidente municipal do partido, José Leandro Junior, a decisão foi informada pelo presidente estadual do partido, o prefeito de Maricá, Washington Quaquá. As divergências entre o PT e o PMDB no campo nacional, por conta do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff e em alianças em outros municípios, foram determinantes para o rompimento.

– O que pesou mesmo é que Cabo Frio é prioritário para o partido por ser polo regional e ter propaganda de TV e rádio, onde será feita defesa do legado do partido e do próprio PT contra o golpe – afirma Junior.

A escolha do candidato será feita ainda hoje, como prevê a legislação, mas o horário e o local ainda não foram definidos. Entre os nomes cotados está o da professora Flávia de Jesus e do engenheiro Luciano Silveira, mas internamente outras candidaturas serão lançadas.

Antes da reviravolta, já tinham sido confirmadas as candidaturas de Adriano Moreno (Rede Sustentabilidade), Paulo César (PSDB), Marquinho Mendes (PMDB), Janio Mendes e Cláudio Leitão (PSOL).