Assine Já
sábado, 04 de julho de 2020
Região dos Lagos
23ºmax
16ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 325 Confirmados: 2996 Óbitos: 179
Suspeitos: 325 Confirmados: 2996 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 260 584 40
Armação dos Búzios X 250 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 943 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 24 455 16
Saquarema 17 484 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
prolagos

Prolagos assegura investimento

Concessionária garante que precisa aumentar abastecimento em 20% até 2030

10 junho 2015 - 09h04

Após a reportagem publica da na edição de ontem da Folha dos Lagos, que dava conta que a Prolagos teria que aumentar em 62% a captação de água até 2030 para satisfazer a demanda da Região dos Lagos, a concessionária informou que um aumento considerável na capacidade de captação desde que o relatório foi apresentado, em 2014. Hoje, a Prolagos já opera com 1.500 L/s (ao contrário dos 1.120 da publi- cação) e já está bem mais perto da meta (1.800 L/s), o que significa, hoje, um aprimoramento de apenas 20% na captação.

Ainda segundo a nota emitida pela Prolagos, a concessionária já tem acordo com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) para ampliar ainda mais a captação de água no prazo de quinze anos e, conforme a demanda for crescendo a longo prazo, pelo mesmo caminho seguirá a capacidade de abastecimento. Confira a íntegra:

“Em relação à reportagem publicada no Jornal Folha dos Lagos na edição de terça-feira (09/06) sobre o Plano Estadual de Recursos Hídricos do Estado do Rio de Janeiro, a Prolagos informa que o relatório é datado de Maio de 2014 e apresenta informações conceitualmente corretas, porém, desatualizadas. Diferentemente do que foi informado na reportagem, a vazão do Sistema da Prolagos, ou seja, a capacidade de tratamento da Estação de Juturnaíba (ETA), já opera com 1.500 L/s. Essa capacidade é suficiente para atendimento da demanda atual. Quanto à projeção para 2030, o relatório indica necessidade de operação com 1.800 L/s, ou seja, um aumento de 20% da capacidade de tratamento da ETA, e não dos 62% mencionados na reportagem. A Prolagos confirma a projeção de crescimento da demanda que consta do estudo e informa que esta ampliação da capacidade de tratamento de água está prevista no programa de investimentos aprovado pelos municípios e pela agência reguladora. A concessionária informa ainda que o volume estipulado na outorga para capta- ção na Estação de Tratamento de Água Juturnaíba concedido pelo INEA (Instituto Estadual do Ambiente) é de 1.800 L/s. Está prevista a ampliação da capacidade da ETA para atender a esse volume de captação em 2018”.