sábado, 20 de abril de 2024
sábado, 20 de abril de 2024
Cabo Frio
21°C
Park Lagos Super banner
Park Lagos beer fest
Lagoa de Araruama

Prolagos apresenta estudo de hidrodinâmica sobre Lagoa de Araruama

Coordenadores do projeto explicaram o passo a passo em reunião de subcomitê

26 julho 2019 - 20h35Por Redação I Foto: Divulgação
Prolagos apresenta estudo de hidrodinâmica sobre Lagoa de Araruama

 O estudo de hidrodinâmica da Lagoa de Araruama, contratado pela Prolagos à Coppe|UFRJ, foi apresentado nesta sexta-feira (26) durante reunião do subcomitê da Lagoa de Araruama, ligado ao Comitê de Bacia Hidrográfica Lagos São João. A iniciativa teve como objetivo compartilhar as informações e as fases do projeto com os membros do grupo e da sociedade civil organizada. Participaram da reunião o prefeito de Cabo Frio, Adriano Moreno, representantes de movimentos de pescadores, ambientalistas, Inea, OAB, entre outros.

Durante o encontro, realizado na Universidade Veiga de Almeida, em Cabo Frio, os coordenadores do projeto, professor Paulo Cesar Rosman, Ph.D. em Engenharia Costeira e professor titular do Departamento de Recursos Hídricos e Meio Ambiente da Escola Politécnica/UFRJ, e o professor da UFF, Júlio Wasserman, doutor em Oceanologia, explicaram o passo a passo do trabalho, os cenários que serão analisados e destacaram que pela primeira vez estão sendo levantados diversos parâmetros simultaneamente.

A reprodução digital da Lagoa de Araruama tem como objetivo promover simulações computacionais de possíveis intervenções como dragagem e abertura de canal para identificar quais ações irão proporcionar a sua melhoria ambiental. O relatório final será compartilhado com representantes dos governos Federal, estadual e municipal e Consórcio Intermunicipal Lagos São João para que tenham subsídios técnicos para definirem suas ações baseados em informações técnicas.

O professor Paulo Rosman apresentou o Sistema Base de Hidrodinâmica Ambiental (SisBaHia), desenvolvido pela UFRJ, utilizado para fazer a modelagem computacional. O pesquisador ressaltou a importância da participação da sociedade. 

– Este é um trabalho de diagnóstico e análise de possíveis alternativas para melhorar as condições da Lagoa de Araruama, que é um ecossistema complexo e, justamente por isso, não acontecerá de uma hora para outra. Recebemos contribuições de pescadores e técnicos, que estiveram na Coppe acompanhando o trabalho e trocando informações. Essa participação faz com que este estudo fique ainda mais completo – disse.

Vice-presidente do Consórcio Intermunicipal Lagos São João, o prefeito Adriano Moreno participou de toda a reunião e reforçou a contribuição do estudo para a gestão ambiental da laguna. 

– É a primeira vez que vamos sair do achismo e contar com um projeto técnico para nos orientar na tomada de decisão. Que a lagoa passou por um grande período de deterioração por muitos anos todo mundo sabe. Agora precisamos tomar medidas que minimizem esses impactos a curto prazo e desenvolver ações para que no futuro não tenhamos mais os mesmos problemas –  disse Adriano.