Assine Já
quarta, 27 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
31ºmax
22ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 22908 Óbitos: 767
Confirmados Óbitos
Araruama 5567 166
Armação dos Búzios 2989 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 6139 264
Iguaba Grande 2043 50
São Pedro da Aldeia 3225 107
Saquarema 2294 117
Últimas notícias sobre a COVID-19
DEPOIS DAS IGREJAS

Projeto inclui academias na lista de atividades essenciais em Cabo Frio

Segmento faz pressão junto à Prefeitura para retomar atividades durante pandemia

30 junho 2020 - 15h09Por Redação

Um projeto de lei na Câmara de Cabo Frio pode incluir as academias e estabelecimentos do ramo de atividades físicas na lista dos serviços essenciais durante o estado de calamidade pública no município, em função da pandemia do novo coronavírus. Nos últimos dias, empresários do ramo fazem pressão junto à Prefeitura para incluir as academias na área laranja e, portanto, liberar o seu funcionamento.

A proposta que está na Câmara é da vereadora Alexandra Codeço (Republicanos), que também é autora do projeto que dá status de atividade essencial aos templos religiosos, aprovado na semana passada, depois que parecer contrário da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) foi derrubado.

Na justificativa do projeto, a vereadora afirma que os profissionais de Educação Física passaram por treinamento recente para atuar durante a pandemia, inclusive com a adoção de medidas de higiene. A parlamentar também argumentou que a prática de exercícios traz benefícios à saúde.

“Cabe ressaltar que a Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE), informa que a prática regular de exercícios físicos está associada a melhora das funções imunológicas em seres humanos, otimizando as defesas do organismo diante de agentes infecciosos e que é uma importante ferramenta no tratamento e prevenção de Conselho Regional de Educação Física da 1ª Região doenças como diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares, entre outras, pois pessoas com estas patologias estão mais suscetíveis as complicações e agravamento pelo COVID-19”, diz o texto.

A apreciação do projeto, contudo, foi adiada. A matéria estava na pauta da sessão desta terça-feira (30), porém, não houve quórum para discussão, apenas para pronunciamentos. Como a Câmara de Cabo Frio entrará em recesso por duas semanas, o assunto só voltará à pauta em 21 de julho.

Independentemente da via legislativa, representantes do segmento esperam uma mudança até o fim desta semana, quando será feita reavaliação do cenário do avanço da Covid-19 na cidade e editado novo decreto, que pode manter as atuais medidas, mas também aumentar ou reduzir as restrições de funcionamento de estabelecimentos.

 

 

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.