Assine Já
segunda, 02 de agosto de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
13ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 46523 Óbitos: 1889
Confirmados Óbitos
Araruama 11454 362
Armação dos Búzios 5517 58
Arraial do Cabo 1588 87
Cabo Frio 12706 765
Iguaba Grande 4804 116
São Pedro da Aldeia 6205 275
Saquarema 4249 226
Últimas notícias sobre a COVID-19
SÃO PEDRO

Projeto Defesinha começa com 300 alunos em São Pedro da Aldeia

Projeto da Defesa Civil movimenta crianças e jovens de São Pedro da Aldeia

07 janeiro 2020 - 19h39Por Redação

O primeiro dia de atividades externas do Projeto Defesinha – Verão 2020, promovido pela Defesa Civil de São Pedro da Aldeia, levou crianças e adolescentes à Praia das Casuarinas, localizada no município de Cabo Frio. Durante o encontro de ontem, os participantes acompanharam uma palestra sobre adaptação ao meio líquido, em que aprenderam sobre valas e correntezas, além de atividades de recreação. O projeto continua hoje, às 7h30, com visita à Praia do Sudoeste.

O coordenador-geral da Defesa Civil aldeense, Marcus Dothavio, destacou o moticvo pelo qual o projeto foi para uma praia de mar aberto. “Dentro das atividades do nosso cronograma de ensino, colocamos a instrução de adaptação ao meio líquido para eles conhecerem o mar, a correnteza e aprenderem a identificar as bandeiras de sinalização dos guarda-vidas do Corpo de Bombeiros, para que eles possam ter um lazer seguro.”, explicou.

Para marcar o início das atividades na Praia das Casuarinas, os pelotões “Defesinha”, “Defensores” e “Protetores” fizeram um alongamento. Durante os momentos de recreação, os participantes, ainda separados de acordo com a faixa etária, tomaram banho de mar sob a supervisão dos monitores voluntários. Em seguida, os alunos participaram da palestra de adaptação ao meio líquido, em que receberam orientações sobre correntezas e identificação das correntezas de retorno, também conhecidas como valas, no mar.

Quem acompanhou tudo de perto foi Cristiane Oliveira, mãe dos autistas Renan e Israel, que participam do projeto pela primeira vez. “O que eu espero é que eles socializem mais e possam ter os mesmos objetivos das outras crianças; que eles possam aproveitar bastante. Essa é uma boa iniciativa da Defesa Civil, acho que todos os projetos tinham que oferecer essa inclusão para crianças especiais, porque muitos são limitados e nem todos têm acesso; aqui eles são iguais. Meus filhos estão adorando e eu também”, afirmou.

Ao todo, 300 crianças e jovens com idade entre 4 e 14 anos estão participando da edição 2020 do projeto educacional da Defesa Civil aldeense. Entre os principais objetivos do Defesinha estão proporcionar atividades de cidadania e promover cultura, integração e inclusão social. A formatura está prevista para o dia 30 de janeiro.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.