Assine Já
quinta, 24 de setembro de 2020
Região dos Lagos
24ºmax
17ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8032 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1614 102
Armação dos Búzios 477 10
Arraial do Cabo 241 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1309 51
Saquarema 1165 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Carros

Projeto de lei prevê aumento do IPVA no Estado do Rio de Janeiro

Proposta eleva as alíquotas de veículos flex ou gás e motocicletas

29 setembro 2015 - 09h21

Um projeto de lei enviado pelo governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) à Alerj realiza um ajuste nos impostos e pode aumentar o valor do IPVA para veículos flex ou gás e motocicletas no Estado do Rio de Janeiro. As mudanças mais importantes são as alterações no valor das alíquotas cobradas sobre carro Flex, que passaria de 3% para 4%, carros à Gás, passando de 1% para 2% e motos, de 2% para 3,5%. Os carros à gasolina não têm previsão para alteração das alíquotas.

A votação do projeto terá início nesta terça-feira (29), mas deve receber emendas dos deputados, que devem ser analisadas e deixam a conclusão para outro dia.

O projeto também inclui deficientes visuais e autistas no grupo de pessoas com isenção de IPVA. Assim, uma pessoa será responsável pela condução do veículo será escolhida pelo deficiente. O tempo de fabricação de carros com isenção de impostos também sofreu alteração. Apenas carros com mais de 20 anos ficariam isentos dos impostos. Anteriormente era preciso ter 15 anos de fabricação. Carros elétricos sofreram taxação de 1% das alíquotas e o prazo de transferência de veículos comprados em outro estado passe para 90 dias.

Com o aumento dos impostos, a arrecadação com motos, ciclomotores, triciclos e quadriciclos deve aumentar em R$66 milhões. A mudança com veículos Flex, um aumento de R$366 milhões e gás R$90 milhões. Totalizando um aumento de R$555 milhões. Se aprovado, o projeto tem 90 dias para entrar em vigor.