Assine Já
sábado, 27 de novembro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53350 Óbitos: 2180
Confirmados Óbitos
Araruama 12493 447
Armação dos Búzios 6571 73
Arraial do Cabo 1754 93
Cabo Frio 15299 896
Iguaba Grande 5549 146
São Pedro da Aldeia 7043 290
Saquarema 4641 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
INDIGNAÇÃO SOBRE RODAS

Profissionais da Educação de Cabo Frio farão carreata de protesto nesta terça (11)

Categoria está insatisfeita com atrasos e fracionamentos dos salários, assim como retorno às atividades presenciais

10 agosto 2020 - 17h03Por Redação

Os profissionais da Educação de Cabo Frio marcaram para esta terça-feira (11), às 10h, uma carreata para protestar contra a Prefeitura e a Câmara dos Vereadores. De acordo com o Sepe Lagos, sindicato que representa a categoria, o comboio vai se manifestar contra a possibilidade de volta às atividades presenciais, já levantada pela Secretaria de Educação, e também contra os constantes atrasos e fracionamentos dos salários de ativos e aposentados.

O grupo também vai deixar um recado para a Câmara, que avalia um projeto de lei complementar do governo municipal, que aumenta a alíquota de contribuição previdenciária de 11% para 14%. O protesto também vai sobrar para o Instituto de Benefícios e Assistência aos Servidores Municipais de Cabo Frio (Ibascaf), que anunciou na última sexta-feira (7) mais um escalonamento de salários dos aposentados e pensionistas, apesar de haver uma decisão judicial que obrigue o pagamento até o quinto dia útil do mês.

Quanto a esse último ponto, o Ibascaf decidiu entrar na Justiça para suspender a ação com que o próprio instituto havia entrado. Ainda com relação à Justiça, os servidores vão exigir o cumprimento do acordo que determinou a convocação dos aprovados no concurso de 2009.

A carreata terá concentração em frente à sede da Guarda Marítima, no Terminal de Transatlânticos, e percorrerá as ruas do Centro passando pela sede da Prefeitura e da Câmara Municipal.

“Nós, educadores, não aceitamos correr risco de morte retornando ao trabalho presencial nas unidades de ensino sem condições ideais de segurança sanitária com a redução drástica da curva de contágios da Covid-19, sem que haja vacinas ou medicamentos eficazes para prevenir e tratar a doença e sem que a prefeitura atenda a todas as recomendações de instituições científicas como a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) e a Organização Mundial de Saúde (OMS)”, diz o texto do Sepe Lagos.

Até o fechamento desta reportagem, a Prefeitura não havia divulgado o calendário de pagamento aos servidores ativos. Já os aposentados e pensionistas que ganham até R$ 3 mil receberão os vencimentos de julho nesta quarta (12). As demais datas de pagamento são os dias 19 (entre R$  3 mil e R$ 6 mil) e 25 (acima de R$ 6 mil).

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.