Assine Já
domingo, 20 de setembro de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
reveillon

Procura por Réveillon aumenta na região

Cabo Frio, Arraial e Búzios esperam driblar a crise e ter ocupação máxima

17 dezembro 2016 - 11h38Por Fernanda Carriço
Procura por Réveillon aumenta na região

Uma das palavras mais usadas em 2016 foi crise. Mas mesmo assim e, apesar dela, a expecta­tiva de ocupação na Rede Hote­leira da Região dos Lagos é boa. Apesar de não se comparar com o mesmo período do ano passa­do – que a essa altura já regis­trava quase 100% de ocupação – o pessoal do trade turístico está otimista. Em Cabo Frio, segundo a Superintendente de Turismo, Luane Ferreira, a taxa de ocu­pação está em torno dos 70% e acredita-se que chegue a 90%. Mas há quem já tenha ultrapas­sado esse índice.

É o caso do Hotel Malibu, na Praia do Forte. Com 102 apar­tamentos e 300 leitos, não há mais vagas para o pacote do Ano Novo. Mesmo tendo atingido a taxa de 100%, este foi o primeiro ano que a equipe sentiu dificul­dade para ocupar o hotel para o Reveillón: o pacote de cinco dias custa a partir de R$4320,00 para o casal.

- Gerou ansiedade, teve gente que cancelou porque não recebeu o pagamento, mas estamos lota­dos e a procura por janeiro come­ça a aquece – informou a gerente do hotel, Meri Thomaz.

A Pousada do Leandro, uma das mais conhecidas da cidade, ainda não chegou aos 100%, mas já está na casa dos 80% de ocu­pação do pacote que também ofe­rece cinco dias de hospedagem.

- Geralmente atingimos a ocu­pação máxima nos próximos dias. Mas ano passado fechamos com mais antecedência – decla­rou o recepcionista Roger Olivei­ra, que informou que o pacote de Ano Novo custa R$4620,00.

Em Búzios, dados da Associa­ção de Hotéis de Búzios a previ­são de ocupação hoje nos meios de hospedagem para o período de réveillon é de 70 a 80%. A hote­laria acredita que esse percentual aumente com a aproximação dos últimos dias de 2016, ou seja, a partir do dia 30.

Thomas Weber, presidente do Sindicato de Hotéis, Restauran­tes, Bares e Similares, acredita que a ocupação na passagem do ano 2016/2017, seja um pouco menor do que o mesmo período do ano passado, em função da crise financeira que o país en­frenta, principalmente, o Estado do Rio de Janeiro:

- A rede hoteleira de Búzios acredita que haja melhora nesse percentual, pois Armação dos Búzios figura com destaque no cenário turístico nacional e inter­nacional. Para se ter uma peque­na ideia, até 14 de abril de 2017, Búzios terá recebido mais de 250 mil turistas de diversas partes do mundo, que procuram o desti­no através dos transatlânticos – lembrou Thomas Weber.

Em Arraial do Cabo a expec­tativa também é das melhores para o secretário de Turismo, Marco Simas. Para ele, até os últimos dias de dezembro toda a rede hoteleira e outros meios de hospedagem como hostel, atingi­rão 100% de ocupação.

- A gente tem notícias que a ho­telaria está com bastante procura e muita gente já está ocupado. Desde novembro e outubro tinha gente com quarto fechado para o réveillon. Chegaremos aos 100% de ocupação – informou.