Assine Já
quarta, 08 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53859 Óbitos: 2198
Confirmados Óbitos
Araruama 12575 449
Armação dos Búzios 6589 73
Arraial do Cabo 1755 93
Cabo Frio 15647 903
Iguaba Grande 5581 147
São Pedro da Aldeia 7057 290
Saquarema 4655 243
Últimas notícias sobre a COVID-19
CONSUMIDOR

Procon dá dicas na hora de fazer as compras de Natal

13 dezembro 2019 - 18h33Por Redação
Procon dá dicas na hora de fazer as compras de Natal

O Natal já está chegando, época de reunir a família, celebrar bons momentos com os entes queridos e claro, de trocar presentes. Chegou a época em que os shoppings e comércios de rua ficam lotados e as compras online se multiplicam, todos em busca do presente ideal. O Procon Estadual do Rio de Janeiro preparou algumas instruções para os consumidores que vão às compras

Planeje

O primeiro passo é o planejamento. Antes de tudo, o consumidor deve saber exatamente o quanto pode gastar com presentes, elaborar uma lista com as pessoas que ele pretende presentear e fazer uma média de gasto com cada item. Depois some todos os possíveis gastos e verifique se eles cabem no orçamento. Desta forma, é possível presentear a todos, sem contrair dívidas.

Pesquise

Se já sabe o que vai comprar para cada pessoa, faça pesquisa de preços e compare onde aquele produto vai ser encontrado pelo menor valor. Mesmo que o consumidor prefira comprar numa loja física, a internet pode ser uma aliada na hora da pesquisa de preços.

Outra dica é, além de pesquisar nos sites das próprias lojas, utilizar os sites de comparação de preço, assim o consumidor tem um ideia dos preços cobrados por aquele produto.

Economize

Decidido o que vai ser comprado e feita a pesquisa de preços, é hora de escolher onde ir. Para economizar com o transporte ou estacionamento, o ideal é que o consumidor planeje fazer as compras em um mesmo centro comercial ou em uma mesma loja. Caso todos os presentes sejam comprados em uma mesma loja, vale negociar e tentar um desconto, por comprar em quantidade. Esses pequenos gastos somados podem representar um presente a mais.

Atenção à oferta

Toda oferta de produtos e serviços deve conter as informações de preços, marcas e outras características do produto de forma clara que não gere dúvidas ao consumidor. Então é importante verificar embalagens, pedir para testar os produtos, observar se o produto possui algum defeito para não ter dor de cabeça depois.

Cuidado com as letras miúdas. No caso de compras parceladas, atenção ao número de prestações, taxa de juros e demais encargos ou acréscimos.

Fique atento ao prazo de entrega

Na compra online, preste atenção no prazo de entrega. Ao comprar com antecedência, diminui-se o risco do presente chegar depois do Natal. Algumas lojas online oferecem a opção de retirar o produto na loja física. Ao optar pela retirada em loja, a entrega pode ser mais rápida ou não haver cobrança de frete, além disso o consumidor pode conferir na hora as condições em que se encontra o produto.

Verifique a política de troca

Apesar de toda dedicação na escolha dos presentes, nem sempre a escolha é acertada, é muito comum a troca de presentes de Natal por cor, tamanho ou modelo. Por isso, antes de comprar, certifique-se se a loja permite que o produto seja trocado e quais as condições para realizar a troca. Pergunte sobre prazos, documentos, se o tipo de peça que você está levando tem alguma restrição, entre outras exigências que podem ser feitas.

Cada estabelecimento é livre para criar as regras para trocas de produtos sem defeitos. No entanto, essa regra é diferente para compras feitas fora do estabelecimento comercial - pela internet, por telefone, por venda de porta em porta ou realizada por catálogos. Nesses casos, o consumidor tem o prazo de arrependimento de sete dias, onde ele pode desistir da compra independente do motivo, conforme definido no artigo 49 do CDC. Não há necessidade de o consumidor apresentar qualquer motivo para cancelar a compra.

Exija a nota fiscal

Exija-a. Mesmo que seja um presente, o estabelecimento deve entregar a nota fiscal. Além disso, em caso de presente, ele ainda pode oferecer um cupom de compra sem o preço do produto, que pode ser apresentado na loja caso seja necessário trocar.

Caso o estabelecimento não emita a nota, ou haja algum problema na oferta dos produtos, como ausência de informações, o consumidor pode fazer a denúncia ou reclamação através dos postos de atendimento presenciais, do site www.procononline.rj.gov.br e também do aplicativo “Procon RJ”. O consumidor também pode tirar dúvidas e fazer denúncias através do telefone 151.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.