Assine Já
quinta, 09 de julho de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
TEMPO REAL Suspeitos: 301 Confirmados: 3282 Óbitos: 191
Suspeitos: 301 Confirmados: 3282 Óbitos: 191
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 270 654 41
Armação dos Búzios X 266 7
Arraial do Cabo 9 83 11
Cabo Frio X 1016 62
Iguaba Grande 13 218 20
São Pedro da Aldeia 2 517 19
Saquarema 7 528 31
Últimas notícias sobre a COVID-19
estrutura

Problemas de estrutura marcam volta às aulas em Cabo Frio

Recém-inaugurada, escola Patrícia Azevedo ficou fechada para dedetização

07 abril 2016 - 06h34Por Rodrigo Branco
Problemas de estrutura marcam volta às aulas em Cabo Frio

Alunos e funcionários tiveram que lidar com vazamentos na escola Luiz Lindenberg, no Guarani (Reprodução)

Depois de quase quatro meses, três deles sob greve dos professores e profissionais da Educação, começou, enfim, o ano letivo de 2016 na rede municipal de ensino de Cabo Frio, mas pelo que se viu da condição estrutural das escolas na reabertura dos trabalhos, a recém-empossada secretária Luana Ferreira vai ter muito trabalho pela frente.

Em muitas unidades ainda há uma longa lista de problemas a resolver. Na escola Evaldo Salles, no Peró, por exemplo, compõem a paisagem mato alto, além de portas e janelas quebradas e fios elétricos aparentes. No Ciléa Barreto, no Jardim Peró, banheiros não apresentam condições de uso. Já no Luiz Lindenberg, no Guarani, um vazamento de esgoto coloca em risco a saúde de alunos e funcionários.

Nem as escolas recém-inauguradas escapam dos transtornos. Considerado colégio modelo, o Patrícia Azevedo, no Jardim Esperança, não abriu as portas. A cozinha ainda não está pronta, mas segundo a prefeitura, o motivo para o fechamento é uma dedetização que já estava programada. Em alguns casos, a falta de funcionários foi o principal problema.

– Na creche do meu filho (Escola Valdemira Tereza de Jesus, no Jardim Excelsior) estão dispensando alunos cedo pois não tem funcionários suficientes na merenda. Uma vergonha sem fim – comentou a cabofriense Fabíola Nascimento.

Por nota, a prefeitura disse que algumas unidades escolares ainda estão cumprindo etapas de manutenção, trabalho que é feito em todo o ano letivo. Com relação à Escola Modelo Municipal Patrícia Azevedo de Almeida, a prefeitura confirmou as restrições no funcionamento da cozinha, porém afirmou que não foi o motivo que adiou o início das aulas ontem. A escola recebeu dedetização anteontem e funcionará normalmente hoje.

Vitória na Justiça

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro manteve liminar que obriga a prefeitura a pagar todos os funcionários da Educação até o quinto dia útil de cada mês. O governo tinha recorrido da decisão que, caso não seja cumprida, é passível de punição. O Sepe informou que o corpo jurídico está acompanhando o caso. Já a prefetura informou que, até o momento, não foi notificada da decisão.

Vagas no Rui Barbosa

O tradicional colégio Rui Barbosa está com vagas para o primeiro e segundo anos e também à noite. Os interessados devem procurar a escola até esta sexta-feira (8) para fazer a matrícula.