sábado, 25 de maio de 2024
sábado, 25 de maio de 2024
Cabo Frio
27°C
Park lagos
Park Lagos 2
BURACOS

Prefeitura não estipula prazo para asfaltar acesso ao Peró

Secretaria de Obras afirma que intervenção está no cronograma de tapa-buraco

28 novembro 2019 - 19h59Por Redação
Prefeitura não estipula prazo para asfaltar acesso ao Peró

Apesar de o prefeito de Cabo Frio, Adriano Moreno, ter anunciado que começaria dia 18 de novembro as obras de asfaltamento das vias de acesso ao Peró, a Secretaria de Obras informou que não há previsão para início das obras. O secretário José Bulcão da Silveira Filho garantiu, através de nota, que as vias de acesso ao Peró, que estão cheias de buracos, estão no cronograma da operação tapa-buracos iniciada nesta semana.

A nota reitera que foi firmado convênio com o DER (responsável pelas estradas estaduais) para melhorias do pavimento das ruas da cidade, mas o processo ainda está na fase de apresentação de projetos. Acrescenta que a prefeitura já realizou a licitação para compra de massa asfáltica e contratação dos serviços de recapeamento da cidade com recursos próprios. “Entretanto, o governo aguarda a entrada de verbas para poder dar início aos trabalhos.”

A Secretaria de Obras fez uma operação tapa-buracos, usando brita (concreto) no dia 12 de novembro, mas os buracos voltaram menos de uma semana depois.

– A situação dos acessos ao Peró é caótica na véspera da alta temporada. O DER não consegue tapar os buracos nem das rodovias estaduais, como vai ajudar nas vias municipais? – lamentou Gilvan Alves da Silva, morador do Peró.

Ex-prefeito de Petrópolis, Leandro Sampaio, do movimento Amigos do Peró, defendeu a realização de obras de drenagem nas Avenidas Marlin e dos Pescadores, no acesso ao Peró, antes do asfaltamento das vias:

– A drenagem é muito ruim. Quando chove, a água fica empoçada. Se não for feita a drenagem, a obra será para pouco tempo. A água e o atrito dos carros vão acabar com a camada impermeável do asfalto. Além disso, é preciso urgente sinalizar as vias, pois as pessoas ficam totalmente perdidas. Vamos acompanhar as obras.  É um quadro muito doido, muito triste – lamentou Sampaio, que também já foi deputado estadual e federal.

O advogado Ozéas Melo fará uma representação ao Ministério Público Estadual pedindo que a Prefeitura de Cabo Frio faça o teste operacional para instituir mão única de direção nas ruas Jorge Veiga (Gamboa) e Samuel Bessa (Jacaré) com o objetivo de melhorar a fluidez no trânsito no acesso e saída do Peró. O teste seria feito no verão passado, mas comerciantes locais impediram.