Assine Já
sexta, 25 de setembro de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
obras

Prefeitura garante fiação da Ampla no subsolo da Joaquim Nogueira

Concessionária  afirma que conta será paga pelo município

05 novembro 2014 - 16h29Por Rodrigo Branco|Fotos: Nicia Carvalho
 Prefeitura garante fiação da Ampla no subsolo da Joaquim Nogueira

As obras para readequação das redes elétrica e telefônica na Avenida Joaquim Nogueira, em São Cristóvão, seguem a todo vapor, mas ainda não é certo quem, no final, pagará a conta da mudança da fiação do modelo aéreo para subterrâneo. Enquanto a prefeitura afirma que ainda se reunirá com diretores da Ampla e da Oi, a fim de resolver o assunto, a concessionária de energia elétrica garante que os custos pela substituição dos postes por cabeação de subsolo serão totalmente arcados pelos cofres municipais.

O secretário municipal de Obras, Paulo Castro, garantiu que não haverá problemas e disse que tudo o que foi feito até o momento teve o acompanhamento de técnicos das duas empresas.

– Ela (a Ampla) diz o que lhe interessa. O que importa é o interesse do município e não o da Ampla. Isso vai ser resolvido posteriormente, ao término da obra da calçada do outro lado (oposta à do Estádio Correão) – afirmou.

De acordo com Castro, no entanto, as conversas só deverão ser realizadas a partir de março do ano que vem, após a alta temporada, uma vez que após o término das atuais intervenções, elas serão paralisadas para os festejos de final de ano e retomadas no final do verão.

– Trata-se de uma obra altamente técnica, de difícil conclusão. Sairão todos os postes. Estamos colocando toda tubulação e as caixas de passagem para depois refazermos a calçada. Todo o projeto foi apresentado para a Ampla e a Oi. Tudo para melhorar a Joaquim Nogueira uma avenida nova, comercial e turística – disse Castro.

Em nota, a Ampla informou que não recebeu nenhum pedido da prefeitura para realocação da rede elétrica no bairro de São Cristóvão. A distribuidora esclareceu ainda que o padrão da rede da companhia é aéreo e ressalta que, de acordo com a Resolução 414/2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), no caso de adequação da rede para melhoria de aspectos estéticos, com instalação da rede subterrânea, a responsabilidade do custo integral é do solicitante, no caso, a prefeitura.

Enquanto a primeira etapa das obras não termina, para tormento de pedestres e comerciantes, conforme matéria publicada pela Folha na última semana, o secretário estima que serão necessário mais  30 dias s para a sua conclusão.

– É uma obra chata, com muitos detalhes, mas acredito que o prazo para o seu término não seja maior que este – acredita.