Assine Já
segunda, 29 de novembro de 2021
Região dos Lagos
31ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53491 Óbitos: 2186
Confirmados Óbitos
Araruama 12497 447
Armação dos Búzios 6580 73
Arraial do Cabo 1754 93
Cabo Frio 15408 901
Iguaba Grande 5564 147
São Pedro da Aldeia 7047 290
Saquarema 4641 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabo Frio

​Prefeitura finaliza estudo de capacidade elétrica da Rua dos Biquínis

Deterioração dos fios e conduítes aliada às ligações precárias ocasionaram sobrecarga na rede

13 agosto 2019 - 19h43Por Redação I Foto: divulgação
​Prefeitura finaliza estudo de capacidade elétrica da Rua dos Biquínis

Nesta terça-feira (13), a Prefeitura finalizou o estudo de capacidade elétrica da Rua dos Biquínis. A avaliação constatou uma grande quantidade de ligações irregulares na rede local que conecta as lojas aos quadros de energia. Além disso, na concepção do projeto inicial não se previa a expansão de carga que foi feita ao longo dos anos, como a instalação muitos aparelhos de ar condicionado nas lojas.  A deterioração dos fios e conduítes aliada às ligações precárias ocasionaram sobrecarga na rede. O projeto original também não considerou que, por se tratar de uma encosta, o local sofreria com alagamentos, causando danos à rede elétrica subterrânea.

Para sanar o problema, será realizado um projeto de recuperação e recondicionamento da estrutura elétrica da rede que abastece as lojas. O prefeito, Dr. Adriano Moreno, autorizou a Comsercaf iniciar um processo licitatório para a contratação de uma empresa para execução do serviço. A obra deve ter início em cerca de 20 dias. Ainda não é possível afirmar quanto custará a restauração da rede.

“Estamos aguardando a autorização do prefeito, por meio de ofício, para que iniciemos o processo. Infelizmente não houve consenso com os comerciantes locais para que estabelecêssemos uma parceria para esta intervenção, de modo que a Prefeitura arcará integralmente com estes custos. Por outro lado, entendemos que o Shopping da Gamboa e a Rua dos Biquínis são um importante polo comercial da cidade, que gera emprego, renda e atrai turistas. Sendo assim, temos que pensar nos aspectos positivos que uma rápida intervenção do poder público, neste caso, pode gerar ao município.” – fala Dario Guagliardi, presidente da Comsercaf.