Assine Já
quinta, 23 de setembro de 2021
Região dos Lagos
21ºmax
17ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 51050 Óbitos: 2073
Confirmados Óbitos
Araruama 12172 431
Armação dos Búzios 6249 64
Arraial do Cabo 1689 90
Cabo Frio 14154 832
Iguaba Grande 5377 136
São Pedro da Aldeia 6878 285
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Prefeitura de Cabo Frio

Prefeitura de Cabo Frio tem até hoje para apresentar nova proposta para a Educação

Prazo foi estipulado pela Justiça durante conciliação

26 fevereiro 2016 - 11h23
Prefeitura de Cabo Frio  tem até hoje para apresentar nova proposta para a Educação

Durante reunião, prefeito repetiu proposta, que já havia sido recusada duas vezes – Foto: Arquivo Folha

 

O dia de hoje pode marcar um avanço significativo nas negociações entre a prefeitura de Cabo Frio e os profissionais da Educação, em greve há mais de dois meses. Pressionado pela Justiça, que na terça, em audiência de conciliação, deu prazo de 72 horas para formalização de nova proposta para a categoria, o governo municipal tem resolver a questão do pagamento do 13º salário do ano passado, hoje parcelado em cinco vezes, e o pagamento do mês de fevereiro, previsto para o próximo dia 23 de março.

A última oferta do governo – pagamento do 13º em quatro parcelas e a instituição do dia 23 como data fixa de pagamento – foi rejeitada três vezes pela categoria, a última delas em assembleia realizada na noite de anteontem, em São Cristóvão. Um dia depois da audiência, o prefeito Alair Corrêa chegou a participar da reunião da comissão especial de Educação da Câmara, mas não apresentou alternativa ao que já tinha sido oferecido em juízo pelos procuradores municipais. Ontem, em sua página no Facebook, o prefeito lamentou a decisão da categoria de manter a greve.

– Ontem (anteontem), na reunião para conciliação na Câmara, os dirigentes do Sepe pediram que pagássemos mais de uma parcela do 13º, concordamos em atender e pagar hoje (ontem) junto com a já anteriormente programada. Mas, à noite, em assembleia do Sepe, infelizmente rejeitaram a proposta, resolvendo manter a greve – postou.

 

*Leia matéria completa na edição impressa da Folha dos Lagos desta sexta-feira (26).